2 Dezembro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaMunicípio recebe comissão directiva do POR Lisboa e aposta forte em novas...

Município recebe comissão directiva do POR Lisboa e aposta forte em novas candidaturas

Estratégia para o ‘Lisboa 2030’ já centra atenções. Projectos financiados pelo PT 2020 demonstraram elevada taxa de execução

 

- PUB -

O desenvolvimento do trabalho preparatório para apresentação de candidaturas a novos fundos comunitários está a centrar particular atenção no executivo liderado por Álvaro Balseiro Amaro. O município diz estar “já fortemente empenhado no desenho da sua estratégia, no âmbito do Lisboa 2030”.

E as áreas de intervenção são conhecidas, conforme adianta a autarquia. É que o “Lisboa 2030” apresenta “como algumas das suas principais preocupações o Ambiente, a Inclusão e a Transição Digital, traduzidas em eixos como eficiência energética, alterações climáticas, conservação da natureza, mobilidade urbana e sustentável, inclusão, equipamentos escolares e serviços de proximidade”.

As ‘balizas’ do novo quadro de apoio foram, de resto, aprofundadas no passado dia 21 na sequência de uma visita de uma comitiva da Comissão Directiva do Programa Operacional Regional (POR) Lisboa 2020 a Palmela, que serviu não só para “realizar um ponto de situação sobre o Portugal 2020” como também para “apresentar o Lisboa 2030”.

- PUB -

A iniciativa juntou Teresa Almeida, gestora do programa e presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDRLVT), e Álvaro Balseiro Amaro, que, juntamente com as respectivas equipas técnicas, observaram no terreno “quatro intervenções alvo de financiamento no centro histórico de Palmela – CAFA PRARRÁBIDA, criação de percursos acessíveis no Castelo de Palmela, já concluída, e recuperação do Salão Nobre dos Paços do Concelho, reabilitação da Capela de S. João Baptista (2.ª fase) e reabilitação do antigo edifício da GNR para instalação do Centro de Investigação do Património Cultural de Palmela, em curso”, lembra a edilidade.

Na reunião de trabalho, adianta a autarquia, “foi possível comprovar a elevada taxa de execução financeira e operacional do município de Palmela”, uma vez que “das 34 candidaturas aprovadas, num total superior a 15 milhões de euros, 22 estão concluídas e oito em conclusão até ao final do ano”.

A deslocação ao concelho palmelense serviu ainda para que “a equipa responsável pela comunicação do POR Lisboa”, acompanhada por uma delegação municipal, pudesse “captar imagens dos principais projectos já concluídos”, tendo em vista “a edição de um filme” que demonstre “o impacto da aplicação dos fundos comunitários nos diferentes territórios”. Nesse sentido, foram visitados os projectos referentes ao “Castelo de Palmela (CAFA)”, à “eficiência energética da Piscina Municipal de Palmela”, à “Unidade Móvel de Saúde e Centro de Check-up de Quinta do Anjo (ambos no âmbito da candidatura ‘Percursos em Rede para a Inclusão Activa’)”, à “ampliação e requalificação da Escola Básica de Aires”, à “ligação intermodal Pinhal Novo Sul” e às requalificações “do Monte do Francisquinho (Pinhal Novo) e do Centro Comunitário de Águas de Moura”, revelou a autarquia, a concluir.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Demolição de edifício obriga a encerrar troço da Estrada de Palmela

Operação na via pública acontece no troço compreendido entre a Praça Tratado de Roma e o acesso rodoviário ao estabelecimento de restauração McDonald’s.
- PUB -