13 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalSetúbalSetúbal já garantiu cerca de 51 M€ da 'bazuca' para recuperar 612...

Setúbal já garantiu cerca de 51 M€ da ‘bazuca’ para recuperar 612 fogos habitacionais

Três contratos assinados com o IHRU. Operações de reabilitação são para estar concluídas em Agosto de 2025

 

- PUB -

Cerca de 51 milhões de euros é o valor global de comparticipação de fundos comunitários, ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que a Câmara Municipal de Setúbal já conseguiu garantir para reabilitar um total de 612 fogos habitacionais, localizados nos bairros de Manteigadas, Forte da Bela Vista e Bela Vista.

“Neste momento já existem três contratos de comparticipação, assinados entre o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) e o município de Setúbal, para a reabilitação de 113 fogos no Bairro das Manteigadas, 114 no Bairro do Forte da Bela Vista e 385 no Bairro da Bela Vista”, revela, na sua página na Internet, a autarquia sadina em jeito de balanço ao conjunto de candidaturas que está a apresentar a co-financiamento comunitário.

Destes três projectos, todos com conclusão prevista para 23 de Agosto de 2025, destaca-se o do Bairro da Bela Vista, pelo número de fogos que abrange e, consequentemente, pelo montante de co-financiamento assegurado. Quase 30,6 milhões de euros é o valor de comparticipação que a autarquia vai receber para reabilitar os 385 fogos no referido bairro, numa operação que envolve um investimento total superior a 32,5 milhões de euros e que deverá arrancar em 23 de Junho de 2023, precisamente um ano depois da assinatura do contrato entre o município e o IHRU.

- PUB -

Já no Bairro do Forte da Bela Vista, a operação de reabilitação dos 114 fogos – também com início previsto para 23 de Junho do próximo ano – vai beneficiar de uma comparticipação na ordem dos 12,3 milhões de euros, num investimento que, no total, ultrapassa os 13,1 milhões. O contrato com o IHRU foi celebrado em 30 de Junho último.

Iniciada em 23 de Fevereiro de 2021, a reabilitação dos 113 fogos no Bairro das Manteigadas, cujo investimento ascende a praticamente 8,6 milhões de euros, vai ser co-financiada em pouco mais de 8 milhões. O contrato de comparticipação foi também rubricado no dia 23 de Junho passado.

Estas reabilitações inserem-se na Estratégia Local de Habitação definida pelo município setubalense, tendo em vista “o reforço da coesão social e competitividade territorial para o curto, médio e longo prazos” do concelho.

- PUB -

Requalificação da EN10-4

À margem da habitação, mas também a figurar entre os projectos aprovados para apoio comunitário ainda no âmbito do PRR, encontra-se a requalificação da Estrada Nacional (EN)10-4 Setúbal/Mitrena.

De acordo com a mesma informação publicada pela autarquia, o troço foi identificado como prioridade nacional e elegido para investimento, através do PRR, “mediante um contrato de financiamento entre a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDRLVT) e o município de Setúbal, na qualidade de beneficiário final, no montante máximo de 2 milhões de euros”.

A via foi transferida para a jurisdição do município pela Infraestruturas de Portugal e dá acesso “à principal zona industrial do concelho e uma das mais importantes do distrito e do País”, lembra a autarquia. Na península da Mitrena estão instaladas “algumas das maiores empresas nacionais”, como “a Navigator Company, a Lisnave, o Grupo Sapec, a Allstom/GE Power”, entre outras, além da “área de gestão da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, os seus terminais logísticos e ainda um vasto conjunto de empresas no Parque Industrial Sapec Bay e no Loteamento Industrial da Mitrena”, sublinha o município, a concluir.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae
- PUB -