25 Julho 2024, Quinta-feira

- PUB -
IMI

IMI

IMI

Autarquia sadina não adiantou explicações e remeteu para comunicado sobre as Zonas de Pressão Urbanística
Local
- PUB -
Assembleia Municipal deve aprovar proposta do executivo camarário para baixar para 0.31 a taxa a aplicar em 2024
Executivo liderado por Álvaro Balseiro Amaro deliberou reduzir a taxa de 0.325 para 0.31 em 2024. Município caminha para igualar Alcácer do Sal
Câmara vota esta quarta-feira a terceira tentativa socialista. PS pede “coerência” ao PSD
Social-democratas querem compromisso conjunto em matéria “acerca da fiscalidade que incide sobre a habitação no concelho”
Planeamento estratégico aprovado com os olhos postos na revisão do Plano Director Municipal
Vereação socialista pede ao partido laranja que deixe de estar ao lado do executivo comunista no “aumento de impostos em Setúbal”
Presidente da concelhia social-democrata afirma que “ninguém entende posição, numa altura em que a inflação é o principal tema”
Câmara Municipal do Montijo abdica de 700 mil euros. PS e PSD votaram a favor de descida de 0,36% para 0,34%. CDU absteve-se
PS acusa executivo comunista de ter a intenção de “retirar 2,1 milhões de euros” aos setubalenses e PSD defende que é um assunto que requer união
CDU, PS e PSD aprovam nova redução. MCCP votou contra. Defendia aplicação da taxa mais baixa já no próximo ano, o que está previsto apenas para 2025
André Martins afirma a “determinação” de cumprir os compromissos eleitorais e recusa falar em cortes no investimento, mas o receio é de que a alteração da conjuntura económica reduza também o IMT
A proposta vai estar hoje em discussão na reunião de Câmara. A maioria relativa CDU que gere a autarquia reserva comentários para o debate
Aos votos a favor da gestão CDU juntaram- -se as abstenções de PS e PSD. Antes, socialistas e social-democratas fizeram baixar o IMI
A taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis para 2022 em Setúbal vai baixar para 0,40%. A oposição, PS (quatro votos) e PSD (dois), fizeram passar a redução do imposto, contra a pretensão da gestão CDU (cinco votos)
Segundo o presidente da autarquia, Joaquim Santos, da CDU, a decisão de reduzir, pelo sétimo ano consecutivo, a taxa do de 0,365% para 0,35% reflecte “a política de apoio às famílias por via de redução dos impostos municipais”
Documento é apreciado amanhã pelo executivo municipal. CDU já sabe que a oposição não quer abdicar da diminuição do IMI para 0,40%
Álvaro Amaro assume que quer atingir a aplicação da taxa mínima do Imposto Municipal sobre Imóveis até ao final do mandato
Presidente da autarquia fez notar que “elaboração do orçamento” está próxima e que só nessa altura se saberá a situação financeira
- PUB -

Últimas

- PUB -
- PUB -