20 Maio 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalInstituto Politécnico de Setúbal pretende abrir sete novos cursos de mestrado e...

Instituto Politécnico de Setúbal pretende abrir sete novos cursos de mestrado e dez pós-graduações até 2026

Instituição estabelece como meta a qualificação de mais 6 317 pessoas em quatro anos, no âmbito do projecto SONDA2026

 

- PUB -

O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) prevê abrir sete novos cursos de mestrado e dez pós-graduações nos próximos quatro anos, assim como estabeleceu como meta a qualificação de mais 6 317 pessoas até 2026, objectivos traçados no âmbito do projecto SONDA2026 – Smart Open Networks for Development Acceleration.

Através do referido projecto, “financiado no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), com um montante na ordem dos dez milhões de euros, cujo contrato-programa foi assinado em Dezembro último”, a instituição “elegeu como áreas estratégicas as competências digitais e a saúde, onde foram identificadas as maiores lacunas de formação”.

Na área da saúde, “Fisioterapia, Terapia da Fala e Enfermagem são as três especialidades abrangidas, para colmatar lacunas na oferta de formação pós-graduada a Sul do Tejo”. Além disso, o IPS pretende “reforçar a oferta de cursos curtos, nomeadamente com o funcionamento de dez CTeSP (Cursos Técnicos Superiores Profissionais) e 30 microcredenciais”.

- PUB -

“A inexistência de cursos CTeSP na zona Norte de Lisboa é outro dos vazios diagnosticados, estando já a ser suprido pelo IPS com a abertura, neste âmbito, de quatro formações nos concelhos de Amadora, Loures e Vila Franca de Xira”.

Ao nível dos estudantes, a instituição vai reforçar o apoio prestado, através do “lançamento de um conjunto de bolsas, como forma de contribuir para o reforço da participação feminina no processo de transição digital”.

“São disso exemplo a criação de duas bolsas de estudo para mulheres, no valor das propinas do curso, para cada CTeSP, e de dez bolsas anuais, no valor de 1 500 euros, de que beneficiarão as estudantes que frequentem com sucesso cursos de pós-graduação e mestrado nas áreas de competências digitais”.

- PUB -

Também as escolas do ensino básico e secundário vão ser abrangidas, com o IPS a premiar anualmente, no valor de cinco mil euros, os estabelecimentos de ensino que “melhor promovam a igualdade de género e a adesão das raparigas às áreas STEAM (Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática)”.

A organização de “três Escolas de Verão, centradas nas competências digitais, destinadas a raparigas e a jovens desfavorecidos a frequentar o ensino básico”, é igualmente aposta certa.

O SONDA2026, com mais de 150 parceiros e enquadrado nos programas “Impulso Jovens STEAM” e “Impulso Adultos”, “tem ainda entre os seus objectivos a criação da chamada Academia de Reciclagem, dedicada à formação pós-graduada nas áreas de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC)”.

Será através do referido projecto que a instituição “vai também poder finalmente avançar com a construção de um edifício próprio para a sua Escola Superior de Saúde, uma ambição de 20 anos, e erguer de raiz uma nova escola, em parceria com a Câmara Municipal de Sines, que propõe dotar de formação superior a região do Alentejo Litoral, a única NUTS III em Portugal sem este tipo de oferta”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Dez dias de música em vários palcos da cidade de Setúbal com os melhores sons e vozes

O festival arranca com Pedro Abrunhosa, atravessa vários artistas e termina com Cuca Roseta

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva
- PUB -