24 Maio 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalMaior paquete de Mário Ferreira sai como novo da Lisnave

Maior paquete de Mário Ferreira sai como novo da Lisnave [galeria de fotos]

Vasco da Gama foi transformado em navio “amigo do ambiente”. Está preparado para navegar nos Fiordes da Noruega e no Mar Báltico

- PUB -

 

This slideshow requires JavaScript.

O maior e mais recente navio de Mário Ferreira, dono da Douro Azul, já tem estatuto de ‘amigo do ambiente’, após a intensa reparação de que foi alvo, em tempo recorde, na Lisnave.

- PUB -

Na sexta-feira, dia em que o Vasco da Gama, começou a realizar testes, após o final dos trabalhos, o empresário mostrou-se satisfeito com a intervenção.

“Pela dimensão do navio tínhamos de encontrar um estaleiro que tivesse capacidade de trabalho e a Lisnave é o que está mais bem equipado. O estaleiro fez um bom trabalho e as outras empresas também.”, disse Mário Ferreira a O SETUBALENSE.

Os cinco motores principais do navio, que tem 30 anos, foram equipados com catalisadores para reduzir as emissões de carbono em mais de 70%. O projecto, da Tecnoveritas, foi bem-sucedido e os resultados correspondem ao projectado. Os testes estão a ser feitos com um observador norueguês a bordo, para que o navio obtenha o licenciamento para operar nos Fiordes da Noruega.

- PUB -

A intervenção passou também pela instalação de uma estação de tratamento de águas residuais capaz de assegurar a qualidade das massas produzidas pelas quase duas mil pessoas que o navio pode transportar (1250 passageiros e 560 tripulantes).

A tinta usada na pintura exterior geral foi fornecida pela Hempel, empresa que tem fábrica em Palmela.

Com esta conversão, o Vasco da Gama cumpre não apenas as normas ambientais em vigor mas também a que estão previstas para depois de 2025. Está, por isso, em condições de operar em águas que exigem licenciamentos mais exigentes, como é o caso do Mar Báltico.

A obra foi integralmente projectada e executada por empresas portuguesas o que representa capacidade nacional para modernização de navios. Segundo Mário Ferreira, esta é uma oportunidade que o país deveria aproveitar, uma vez que há muitos navios, no mundo, que precisam de ser convertidos para as novas exigências ambientais.

O luxuoso interior, quee inclui vários restaurantes, bares, ginásio, SPA e auditórios, foi também melhorado, com recurso a empresas e materiais portugueses. Os móveis, carpetes e roupas de cama novas são fabricados em Portugal.

Concluída a reparação na Lisnave, o navio está em testes e vai seguir, nos próximos dias, para a Alemanha. “Vai directamente para Kiel, embarcar passageiros e trabalhar na zona do Báltico e da Noruega durante o Verão”, disse Mário Ferreira a O SETUBALENSE.

 

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva
- PUB -