1 Agosto 2021, Domingo
- PUB -
Início Local Setúbal Maior paquete de Mário Ferreira sai como novo da Lisnave

Maior paquete de Mário Ferreira sai como novo da Lisnave [galeria de fotos]

Vasco da Gama foi transformado em navio “amigo do ambiente”. Está preparado para navegar nos Fiordes da Noruega e no Mar Báltico

- PUB -

 

This slideshow requires JavaScript.

- PUB -

O maior e mais recente navio de Mário Ferreira, dono da Douro Azul, já tem estatuto de ‘amigo do ambiente’, após a intensa reparação de que foi alvo, em tempo recorde, na Lisnave.

Na sexta-feira, dia em que o Vasco da Gama, começou a realizar testes, após o final dos trabalhos, o empresário mostrou-se satisfeito com a intervenção.

“Pela dimensão do navio tínhamos de encontrar um estaleiro que tivesse capacidade de trabalho e a Lisnave é o que está mais bem equipado. O estaleiro fez um bom trabalho e as outras empresas também.”, disse Mário Ferreira a O SETUBALENSE.

- PUB -

Os cinco motores principais do navio, que tem 30 anos, foram equipados com catalisadores para reduzir as emissões de carbono em mais de 70%. O projecto, da Tecnoveritas, foi bem-sucedido e os resultados correspondem ao projectado. Os testes estão a ser feitos com um observador norueguês a bordo, para que o navio obtenha o licenciamento para operar nos Fiordes da Noruega.

A intervenção passou também pela instalação de uma estação de tratamento de águas residuais capaz de assegurar a qualidade das massas produzidas pelas quase duas mil pessoas que o navio pode transportar (1250 passageiros e 560 tripulantes).

A tinta usada na pintura exterior geral foi fornecida pela Hempel, empresa que tem fábrica em Palmela.

Com esta conversão, o Vasco da Gama cumpre não apenas as normas ambientais em vigor mas também a que estão previstas para depois de 2025. Está, por isso, em condições de operar em águas que exigem licenciamentos mais exigentes, como é o caso do Mar Báltico.

A obra foi integralmente projectada e executada por empresas portuguesas o que representa capacidade nacional para modernização de navios. Segundo Mário Ferreira, esta é uma oportunidade que o país deveria aproveitar, uma vez que há muitos navios, no mundo, que precisam de ser convertidos para as novas exigências ambientais.

O luxuoso interior, quee inclui vários restaurantes, bares, ginásio, SPA e auditórios, foi também melhorado, com recurso a empresas e materiais portugueses. Os móveis, carpetes e roupas de cama novas são fabricados em Portugal.

Concluída a reparação na Lisnave, o navio está em testes e vai seguir, nos próximos dias, para a Alemanha. “Vai directamente para Kiel, embarcar passageiros e trabalhar na zona do Báltico e da Noruega durante o Verão”, disse Mário Ferreira a O SETUBALENSE.

 

 

- PUB -

Mais populares

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

“Quero fazer esta época o jogo de despedida para depois assumir o cargo de treinador”

“Não me ofereço aos clubes e não peço favores a ninguém, se tiver que treinar será onde me queiram e onde acreditem em mim”, refere Paulo Catarino

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -