24 Fevereiro 2024, Sábado
- PUB -
InícioEconomiaSaiba qual o volume de negócios de cada um dos concelhos do...

Saiba qual o volume de negócios de cada um dos concelhos do distrito

Somatório da facturação das empresas dos concelhos que ocupam o pódio ascende a 14,87 mil milhões de euros, mais de metade do total da região

 

- PUB -

Com base nos dados da Iberinform Portugal referentes a 2022, O SETUBALENSE apresenta também os rankings das 100 Maiores Empresas por concelho. Setúbal é líder com um volume de negócios de 7,07 mil milhões de euros, seguido no pódio por Palmela com 5,7 mil milhões e Almada com 2,1 mil milhões.

O somatório da facturação nestes três concelhos – que ascende a 14,87 mil milhões de euros – representa mais de metade do total registado pelas duas mil Maiores Empresas do Distrito (24,8 mil milhões).

Setúbal

- PUB -

O universo Navigator, dedicado à produção de papel e cartão, é quem mais contribui para a afirmação de Setúbal como concelho com maior volume de negócios no distrito (4,78 mil milhões de euros). O pódio da facturação no concelho sadino é ocupado por três empresas deste grupo empresarial: The Navigator Company (3,5 mil milhões de euros); Navigator Paper Setúbal (832,6 milhões de euros); e Navigator Pulp Setúbal (448,2 milhões de euros). Seguem-se a Secil (257,7 milhões) e a Coca-Cola Europacific Partners Portugal (242,09 milhões de euros).

Palmela

De igual modo, a Volkswagen Autoeuropa (líder no distrito, à frente da The Navigator Company) sustenta a segunda posição do concelho de Palmela. A fábrica de automóveis apresenta 3,6 mil milhões de euros de facturação. Logo atrás surgem a Benteler, ligada ao fabrico de componentes para automóveis, com 320,4 milhões e a SLEM – Sociedade Luso-Espanhola de Metais com 209,9 milhões.

- PUB -

Almada

O pódio dos concelhos com maior volume de negócios é fechado por Almada, que tem a Infraestruturas de Portugal como principal activo (factura 1,1 mil milhões de euros). Seguem-se o Hospital Garcia de Orta com 168,1 milhões de euros de euros e a Bunge Ibérica Portugal, ligada ao comércio de matérias-primas agrícolas, com 132,3 milhões.

Sines

Com uma facturação global de 2,03 mil milhões de euros, Sines ocupa a 4.ª posição. A Repsol Polímeros é a primeira empresa deste concelho, com 814,3 milhões de euros de facturação. Logo atrás vêm a Indorama Ventures com 615,2 milhões e a Euroresinas com 100,2 milhões de euros. Todas dedicadas à indústria química.

Seixal

No 5.º posto surge o Seixal com um volume de negócios de 1,49 mil milhões de euros. A Lusosider Aços Planos (327,7 milhões) e a Lusosider Projectos Siderúrgicos (110,9 milhões) destacam-se na liderança deste concelho. A empresa Dois Lados, distribuidora de tabaco, é a 3.ª empresa que mais factura neste concelho (81,07 milhões de euros).

Alcochete

O concelho de Alcochete (6.º) apresenta 1,3 mil milhões de euros de facturação. A Midsid (comércio de tabaco) destaca-se com 656,5 milhões, seguindo-se a Garcias SA (comércio de bebidas) com 104,6 milhões e a Eviosys Packing Portugal (fabrico de embalagens) com 45,8 milhões.

Montijo

No 7.º lugar, o concelho do Montijo é o último com um volume de negócios na casa dos mil milhões. A Monte D’ Alva, do ramo alimentar, é a empresa que mais factura (155,1 milhões). Atrás vêm a Ribeiros (comércio de cereais) com 127,2 milhões e a Lusoponte com 85,3 milhões de euros.

Moita e Barreiro

O concelho da Moita contabiliza um volume de negócios de 823,1 milhões de euros, com a Aldi Retail (supermercados) a destacar-se (464,9 milhões), seguindo-se, no ramo imobiliário, a Real Estate Manaldi (39,9 milhões) e a Amarsul (30,4 milhões). Já o concelho vizinho Barreiro soma 490,9 milhões de facturação global: a SGL Composites (110,5 milhões ), a reparadora de máquinas e equipamentos ATM (36,7 milhões) e a empresa ligada à bricolage Álvaro Covelo & Pinto (22,4 milhões) são as que mais facturam.

S. Cacém e Sesimbra

Os concelhos de Santiago do Cacém e Sesimbra facturam na mesma “casa”: 333,8 e 326,3 milhões de euros, respectivamente. No concelho alentejano destacam-se a Porcsado (44,03 milhões), a ASLA (32,07 milhões) e a Sociedade Industrial Alentejo e Sado (18,69 milhões). No concelho sesimbrense o pódio é ocupado por Construtora Rodrigues & Monteiro (19,9 milhões), Simarsul (18,1 milhões) e Dagol (17,5 milhões de euros).

Alcácer e Grândola

Com 221,9 milhões de euros de total de facturação, o concelho de Alcácer do Sal é liderado pela Herdade da Comporta (14,1 milhões de euros), seguida da Bioflorestal (13,8 milhões) e da Interalcácer (12,6 milhões). Já Grândola é o concelho com menor volume de negócios (188,6 milhões de euros), destacando-se a Lauak Portugal (33,6 milhões), a Sublime Stay (14,7 milhões) e a Aqualuz Tróia (7,6 milhões de euros).

IBERINFORM Consultora instalada há sete anos em Portugal

A IBERINFORM Portugal, responsável pela elaboração do ranking, instalou-se no território luso em Setembro de 2016, na sequência da aquisição de 80% do capital da Ignios pela IBERINFORM Internacional. A consultora é filial da Crédito y Caución, que oferece soluções de gestão de clientes para as áreas financeiras, de marketing e internacional. Fornece bases de dados para a identificação de novos clientes e ferramentas que visam facilitar a gestão de riscos, a análise e acompanhamento de clientes ou sectores.

- PUB -

Mais populares

Menino de sete anos morre após ser baleado em Setúbal

Neto e avó foram atingidos a tiro de caçadeira no Bairro da Bela Vista. Disparo veio de carro em andamento. Alvo seria o pai da criança

Criança baleada em Setúbal hospitalizada em estado crítico [actualizada]

Menino de 7 anos e avó foram atingidos por um tiro de caçadeira disparado de um carro em movimento

Imagens mostram momentos após menino e avó serem baleados no Bairro da Bela Vista (vídeo)

Homem é visto a empunhar uma caçadeira correndo em várias direcções até que entra numa viatura que sai depois do local
- PUB -