19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
As figuras que estiveram na esfera mediática no distrito

As figuras que estiveram na esfera mediática no distrito

As figuras que estiveram na esfera mediática no distrito

Na edição mil da presente série d’O SETUBALENSE recordamos os nomes que receberam a distinção de Figura do Ano

 

Ao longo dos últimos anos foram várias as notícias que mereceram destaque em O SETUBALENSE, mas em mil edições da presente série deste jornal apenas alguns protagonistas mereceram especial atenção. Todos os anos é escolhida uma figura de destaque no Distrito de Setúbal, e nesta edição mil do jornal mais antigo de Portugal Continental são recordados os merecedores desta distinção.

- PUB -

No ano de 2018 Maria Lídia Ferreira Sequeira foi a escolhida graças à sua visão estratégica, que teve efeitos imediatos, fortes e directos em Setúbal e no Barreiro. Bruno Lage foi o eleito no ano de 2019, fruto da sua ascensão meteórica enquanto treinador. O técnico sadino foi o herói improvável, conseguindo conquistar o 37.º título de Campeão Nacional para o Benfica.

O ano de 2020 revelou-se um ano atípico, com a pandemia da Covid-19 a atingir em força, não só em Setúbal, mas no mundo inteiro. Se a região conseguiu superar esta fase negativa, foi graças aos profissionais de saúde, sendo eleitos com a distinção anual. Pedro Pichardo distinguiu-se dos demais no desporto, conquistando em 2021 a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio. O atleta português do triplo salto, que treina no concelho sadino, mereceu dessa forma este reconhecimento.

 

- PUB -

2018: Lídia Sequeira

Poucas pessoas tiveram em 2018 tanta influência e impacto como Maria Lídia Ferreira Sequeira teve na região de Setúbal. A acção da economista, de convicções muito vincadas e um sentido de orientação para a visão estratégica, atingiu toda a península, com implicações fortes e directas de Setúbal ao Barreiro.

Como presidente da Administração do Porto de Lisboa, que é dona do projecto do Terminal de Contentores do Barreiro, manteve nesse ano a cidade e o concelho, com tão relevante vocação industrial, suspensa dos avanços e recuos do processo. Em Setúbal, enquanto presidente da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, o Projecto de Melhoria das Acessibilidades Marítimas ao Porto de Setúbal, um investimento de 25 milhões de euros, gerou a maior reacção social dos últimos anos no concelho.

- PUB -

2019: Bruno Lage

Bruno Miguel Silva do Nascimento teve em 2019 uma afirmação tão meteórica quanto inesperada, ao passar de “solução interina” a herói improvável em apenas cinco meses, conseguindo a 18 de Maio desse ano conquistar o 37.º título de Campeão Nacional para o Benfica, enquanto treinador principal.

Este título levou o nome de Lage, da cidade de Setúbal e, consequentemente, da região a andar pelas bocas do mundo. Neste processo conseguiu lançar João Félix para a Europa, apostando ainda em Ferro e Florentino Luís, enquanto alcançava a melhor 2.ª volta de sempre na história da Liga. Aos títulos conquistados juntou a sua capacidade de comunicação, trazendo uma lufada de ar fresco ao futebol português.

2020: Profissionais de Saúde

No ano de 2020 foram milhares as pessoas infectadas com Covid-19, que ficaram na luta entre a vida e a morte. Milhares foram também os funcionários que trabalharam para tirar os doentes deste limbo, permitindo que os mesmos conseguissem superar esta luta e sobreviver para contar a história. Como tal, no ano pandémico a distinção anual foi para todos os profissionais de saúde da região.

A pandemia mostrou ser terrível, mas seria muito pior se não existissem estes ‘salvadores’ que assumiram a primeira linha neste combate. Os médicos, enfermeiros, auxiliares e outros profissionais e responsáveis dos hospitais de Setúbal, Barreiro-Montijo, Litoral Alentejano e Garcia de Orta, assim como dos diversos agrupamentos de centros de saúde, INEM, corpos de bombeiros e instituições, como lares, que lidaram directamente com as vítimas do vírus, foram merecedores desta distinção.

2021: Pedro Pichardo

Em 2021 o ano foi marcado pelo desporto, principalmente pelas grandes conquistas alcançadas por Pedro Pichardo. No Japão, o superatleta do tripo salto ‘voou’ 17,98 metros e trouxe para casa, em Pinhal Novo, Palmela, a Medalha de Ouro, ganha a 5 de Agosto nos Jogos Olímpicos. Após esta conquista, foi homenageado com a Medalha de Honra pela Câmara Municipal de Setúbal, concelho onde o triplista treina.

Ouro Olímpico e detentor do recorde nacional, o atleta português, que tem também ao peito a medalha de Campeão Europeu, confessa onde está a sua raiz. “Em Setúbal sinto-me em casa”. Actualmente, Pedro Pichardo é campeão europeu (medalha mais recente); campeão mundial (conquistado em Julho de 2022); campeão olímpico (Jogos Olímpicos de Tóquio 2020), e campeão europeu de pista coberta (conquistado em Março de 2021).

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -