27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalMoitaCarlos Albino: "Vamos requalificar toda a frente ribeirinha do concelho da Moita"

Carlos Albino: “Vamos requalificar toda a frente ribeirinha do concelho da Moita”

Autarca socialista faz um balanço às obras que estão em curso e aponta alguns dos investimentos futuros. “É urgente criar percursos pedonais ao longo de toda a zona ribeirinha”, defende

 

- PUB -

Em entrevista a O SETUBALENSE, o presidente da Câmara da Moita, faz o ponto de situação a algumas das intervenções em curso no concelho. Debruça-se sobre as obras no palacete dos Condes de Sampayo, no Largo do Descarregador, na estrada nacional na Baixa da Banheira e na Avenida 1.° de Maio. Sobre a envolvente ao Bairro da Fonte de Prata garante: “Já temos o financiamento aprovado para esse projecto, cuja obra está estimada em 1,2 milhões de euros”.

Qual a actual situação das obras que estão a decorrer no palacete dos Condes de Sampayo, em Alhos Vedros, e no largo local?
A obra no palacete Condes Sampayo está a decorrer de acordo com o plano de trabalhos e o cronograma previsto, estando estimada a sua conclusão no final de Julho deste ano. Existem, no entanto, alguns constrangimentos e temos consciência disso, nomeadamente no fornecimento de algumas matérias primas, que poderão condicionar os trabalhos. No Largo do Descarregador está em fase de conclusão a primeira fase da obra, faltando apenas a execução da rede de águas e repavimentação da rua dos Marítimos. Prevê-se a conclusão no final do mês de Junho, iniciando-se, logo depois, a segunda fase da obra, com um prazo de execução de dois meses.

Que balanço faz às obras que estão a decorrer na estrada nacional na Baixa da Banheira e na Avenida 1.º de Maio e o que está previsto neste âmbito até Agosto?

- PUB -

Relativamente à obra da Estrada Nacional da Baixa da Banheira temos consciência que existe algum atraso face ao previsto no projecto inicial. por isso, mas sobretudo porque estamos sensíveis aos constrangimentos que estes atrasos trazem para os residentes, está presentemente a ser elaborado um relatório para avaliação dos trabalhos e a ser notificada a empresa para o envio de um novo programa de trabalhos, modificado, de forma a concluir esta intervenção com a maior brevidade possível. Estimamos que a conclusão da obra, inicialmente prevista para meados de Agosto, seja prolongada por mais algum tempo.

E para quando está prevista a intervenção na frente ribeirinha da área envolvente ao Bairro da Fonte da Prata?

Temos já o financiamento aprovado para esse projecto, inserido nas Operações Integradas em Comunidades Desfavorecidas da Área Metropolitana de Lisboa, apoiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência. Estamos agora na fase de lançamento do concurso para a elaboração do projecto. A execução desta obra está estimada em cerca de 1,2 milhões de euros e terá como principal objectivo a requalificação do espaço público, criando novas zonas de lazer e fruição, mas também a valorização paisagística de uma vasta área que se encontra ao abandono.

Autarca moitense está apostado em valorizar o património natural e ambiental da zona do Rosário
- PUB -

Quais os projectos previstos para a zona ribeirinha do Rosário e a freguesia de Sarilhos Pequenos?

A requalificação de toda a frente ribeirinha, desde a Baixa da Banheira até Sarilhos Pequenos, enaltecendo o rico património natural e ambiental da região. É necessário investir, criando projectos que interliguem o concelho entre si, criando simultaneamente valor acrescentado para todo o território. Este é um projecto ambicioso, que acreditamos que vamos conseguir concretizar.

É urgente reaproximar a população do rio, criando percursos pedonais ao longo
dos mais de 20 quilómetros de zona ribeirinha, instalando áreas de lazer e convívio como forma de incentivo à utilização destes equipamentos, quer pela nossa população quer por quem nos visita, ponto determinante para o turismo local.

Queremos valorizar aquela que consideramos ser a pérola do concelho que é a nossa praia fluvial do Rosário. Estamos a projectar a requalificação do parque de estacionamento que está em terra batida, para que naquela zona possam permanecer, não só veículos ligeiros como também autocaravanas.

Que outras intervenções a autarquia tem previstas para este mandato?

Várias, que queremos iniciar ainda durante este mandato. A requalificação da zona ao longo da Caldeira da Moita, como forma de devolver o rio às pessoas, onde irá ser criada uma zona de lazer na envolvente com restauração, espaços verdes e a instalação do novo Posto de Turismo. Inserido neste projecto, serão também construídos sanitários públicos, equipamentos necessários para apoio a toda esta área de lazer.

Estamos também a projectar uma intervenção no Parque das Salinas, em Alhos Vedros, considerando o estado de degradação de alguns equipamentos. As zonas verdes pedonais, os campos de jogos, a zona infantil e o lago irão ser requalificados, num investimento que se prevê que ronde os 600 mil euros. Iremos analisar cada uma das muitas potencialidades do concelho, caso a caso, e ver onde será possível investir para proporcionar uma maior qualidade de vida a quem cá vive e uma maior atractividade para quem nos visita.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -