23 Abril 2024, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalAssembleia Municipal de Setúbal confirma suspensão parcial do PDM para viabilizar energia...

Assembleia Municipal de Setúbal confirma suspensão parcial do PDM para viabilizar energia renovável

Central fotovoltaica e central de produção de hidrogénio verde vão ocupar uma área de 45 hectares na zona de Poçoilos

 

- PUB -

A Assembleia Municipal de Setúbal aprovou na sexta-feira a suspensão parcial do Plano Director Municipal (PDM) para viabilizar dois projectos para produção de energias renováveis no concelho, num investimento global superior a 35,5 milhões de euros.

A proposta de suspensão do PDM para viabilizar a construção de uma central fotovoltaica (17,5 milhões de euros) e de uma central de produção de hidrogénio verde (10,6 milhões de euros), que foi aprovada por maioria pela Assembleia Municipal, com uma abstenção e um voto contra, acolhe as recomendações do parecer emitido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região de Lisboa e Vale do Tejo (CCDRLVT) após a deliberação, do passado mês de Janeiro, de suspensão parcial do PDM, da Câmara Municipal de Setúbal, de maioria CDU.

O parecer da CCDRLVT referia que o regulamento deveria descrever os índices de ocupação e de edificabilidade, quanto à central de produção de hidrogénio verde, e salvaguardar que a admissibilidade dos usos na área apenas se aplicavam aos projectos que motivaram a suspensão do PDM, recomendações que foram acolhidas pela autarquia e que já estão consagradas na proposta aprovada sexta-feira pela Assembleia Municipal.

- PUB -

Segundo a Câmara de Setúbal, a instalação da central fotovoltaica e da central de produção de hidrogénio verde, numa área de 45 hectares na zona de Poçoilos, “será comparticipada em cinco milhões de euros por fundos comunitários, através do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), a que acrescem 7,4 milhões de euros para a execução da componente fotovoltaica que vai gerar a energia necessária para o respectivo funcionamento”.

Os dois projectos para a produção de energias renováveis não poderiam ser viabilizados à luz do PDM em vigor desde 1994.

De acordo com a Câmara Municipal, o novo PDM de Setúbal, aprovado pelo município em Setembro de 2021, mas ainda a aguardar ratificação do Governo, “já introduz um regime-regra de localização e instalação de equipamentos para a produção ou ensaio de energias alternativas não poluentes em qualquer espaço do território municipal”.

- PUB -

Mais populares

Árvore da Liberdade nasce no Largo José Afonso para evocar 50 anos de Abril

Peça de Ricardo Crista tem tronco de aço corten, seis metros de altura e cerca de uma tonelada e meia de peso

Cravo humano ‘nasce’ no areal da Praia de Albarquel

Cerca de quatro centenas de trabalhadores da autarquia juntaram-se após uma caminhada de três quilómetros

Cadáver em “avançado estado de decomposição” encontrado na zona da Comporta

Capitão do Porto de Setúbal invocou o segredo de justiça para não avançar pormenores sobre a ocorrência
- PUB -