13 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalSetúbalLegislativas | PS fecha hoje no Rato lista de candidatos liderada por...

Legislativas | PS fecha hoje no Rato lista de candidatos liderada por Ana Catarina Mendes

Eurídice Pereira mantém-se no 3.° lugar. António Mendes surge no 5.° e Pinotes Batista no 7.°. Tudo decidido no PSD, BE, PAN e Chega

 

- PUB -

Dos 18 deputados eleitos pelo círculo de Setúbal à Assembleia da República em 2019, o PS conseguiu metade. Hoje à noite, no Largo do Rato, a Comissão Política Nacional do partido vai aprovar os candidatos a apresentar às legislativas intercalares de 30 de Janeiro próximo. Por Setúbal, estarão em cima da mesa os nomes escolhidos pela Comissão Política Distrital da Federação na passada quinta-feira.

O objectivo passa por reforçar, ou pelo menos manter, o número de eleitos pela região alcançado há dois anos. E Ana Catarina Mendes volta a encabeçar a lista dos candidatos socialistas por Setúbal, com as escolhas para os segundo, quarto e sexto lugares a serem decididas pela estrutura nacional na reunião desta noite. Tal como em 2019, a composição da elencagem repete também Eurídice Pereira (Moita) no terceiro lugar, apurou O SETUBALENSE junto de fonte socialista.

Segundo a mesma fonte, seguem-se na lista aprovada na quinta-feira e que hoje será votada pela estrutura nacional António Mendonça Mendes (presidente da Federação Distrital de Setúbal), no quinto posto, André Pinotes Batista (Barreiro), no sétimo, Clarisse Campos (Alcácer do Sal), no oitavo lugar, Fernando José (Setúbal), no nono, e Ivan Gonçalves (Almada), na décima posição. Até ao 18.º lugar, estão indicados pelo órgão distrital, respectivamente, Bárbara Dias, Gil Costa, Ana Santos, Eunice Pratas, António Caracol, Patrícia Caixinho, Tiago Silva e Filipa Faria. Entre os suplentes figuram Ricardo Rufino, Cláudia Gorjão, Diogo Vintém, Teresa Andrade e Carlos Trindade.

- PUB -

PSD reedita pódio e recebe críticas

Já confirmados estão os candidatos por Setúbal da CDU (peça disponível aqui) e do PSD. Os social-democratas reeditam as escolhas que apresentaram por Setúbal para os três primeiros lugares (e únicos eleitos pelo partido por este círculo) nas últimas legislativas: Nuno Carvalho e Fernando Negrão (Setúbal) e Fernanda Velez (Moita). Na quarta posição surge João Pedro Louro, seguindo-se respectivamente Paulo Ribeiro (presidente da distrital de Setúbal do PSD), Cláudia Oliveira, Lina Gonzalez, Luís Tavares Bravo, Jacinto Ventura, Marie Isabelle Tavares, Paulo Edson Cunha, Luís Santos, Joana Medeira, Lénia Anjos, Carlos Vitorino, João Figueiredo, Helena Gomes Prado e Cláudia Silva.

E tal como há dois anos, as escolhas deferidas por Rui Rio – que reforçou a liderança no partido ao ser reeleito na presidência no confronto directo com Paulo Rangel – voltaram a merecer duras críticas do líder da Comissão Política da Secção de Montijo, João Afonso.

- PUB -

A fractura entre a estrutura distrital e a comissão política nacional é latente e o montijense, que havia apelidado de “lista Frankenstein” as escolhas de há dois anos, veio a terreiro confirmá-lo, ao reforçar que agora se está perante “a continuação do pesadelo”, já que os nomes não foram escolhidos em função da “meritocracia”. E, em declarações a O SETUBALENSE, avançou que a concelhia que dirige irá solicitar a retirada de um nome da lista.

“A candidata que indicámos [pela secção do Montijo], Marie Isabelle Tavares, tinha condições para ser a primeira da lista de candidatos pelo círculo de Setúbal, se atendermos ao currículo nacional e internacional que apresenta. Mas a aposta do partido não foi essa. Foi colocada de forma miserável no 10.° lugar da lista”, justificou o social-democrata, que nas últimas autárquicas foi reeleito vereador na Câmara Municipal do Montijo.

João Afonso considerou que a lista social-democrata é “mais do mesmo”, “sem abertura à sociedade civil” e que “não tem qualidade”. “À excepção de algumas pessoas, a lista não tem, essencialmente, valor”, atirou. Ainda assim, confessou que aquela estrutura local irá empenhar-se no apelo ao voto no PSD.

Bloco mantém Joana Mortágua

Também sem alterações no que toca à escolha de cabeça-de-lista por Setúbal apresenta-se o Bloco de Esquerda (BE), que assim volta a apostar em Joana Mortágua. Os bloquistas elegeram dois deputados em 2019 e lançam este ano no segundo lugar pela região (em vez de Sandra Mestre da Cunha) Diana Santos, presidente da Associação Centro de Vida Independente, que também concorreu por este círculo nas eleições anteriores. A estas juntam-se nas posições seguintes Daniel Bernardino, Tânia Ramos e Adelino Fortunato, respectivamente.

PAN e Chega esperam eleger

Diferente será a aposta do PAN, que em 2019 conseguiu a eleição de Cristina Rodrigues por Setúbal. Durante a legislatura, a deputada rompeu com o partido e Inês Sousa Real, porta-voz do PAN, já assumiu como um dos primeiros objectivos do partido “resgatar” a eleição de um deputado em Setúbal. Para o efeito, apresentam como cabeça-de-lista Vítor Pinto, que nas últimas autárquicas encabeçou a candidatura do PAN à Câmara Municipal de Almada.

Também definido está já o candidato que vai encabeçar a lista do Chega por este círculo eleitoral. O partido liderado por André Ventura anunciou Bruno Nunes como primeiro nome na lista que apresentará por Setúbal. Depois do resultado alcançado nas autárquicas de Setembro último, o Chega, que nas legislativas de 2019 conseguiu a eleição de um deputado (André Ventura), espera agora ampliar o número de deputados no parlamento e Setúbal é um dos círculos eleitorais em que o partido deposita maiores expectativas.

Partido Volt estreia-se a ir a votos e apresenta José Elias de Freitas por Setúbal

Pelo círculo eleitoral de Setúbal é também já conhecido o nome do cabeça-de-lista do Volt, partido que se estreia nestas eleições legislativas. José Elias de Freitas é o candidato.

“É um especialista internacional em desenvolvimento das indústrias e dos serviços, das universidades, ciência e tecnologia e inovação. Fez a sua carreira em Portugal e em Bruxelas e no início dos anos 2000 trabalhou na FCT-UNL no Monte de Caparica para o seu Parque de Inovação, Madan Parque”, revelou a distrital do Volt, em comunicado enviado a O SETUBALENSE. “Junto do Governo, [nos] finais [dos] anos 90, concebeu o CEIIA como Centro de Inovação para a Indústria Automóvel e como medida de ultrapassagem do fecho da Renault na Península de Setúbal para alavancar o desenvolvimento do sector em Portugal”, adiantou a distrital, sobre o candidato.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

Festas do Barrete Verde com sardinhada, bailes e toiros em verdadeira largada brava

Um gostam, outros nem por isso, mas o certo é que a vila de Alcochete enche nas Festas do Barrete Verde
- PUB -