24 Maio 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioÚltimasCreche a meter água obriga a evacuação de crianças em Palmela (actualizada)

Creche a meter água obriga a evacuação de crianças em Palmela (actualizada)

Centro Social de Palmela tem água a entrar nas instalações e pediu aos pais, esta manhã, para levarem as crianças para casa. Instituição tem berçário, creche e jardim-de-infância num total superior a 60 crianças

 

- PUB -

This slideshow requires JavaScript.

 

O Centro Social de Palmela, uma Instituição Particular de Solidariedade Social(IPSS) com 44 anos de existência, ficou esta manhã de sexta-feira (09) com as instalações, no centro da vila, inundadas de água, tendo de evacuar as cerca de 60 crianças que frequentam as diversas valências.

- PUB -

O centro encerrou três salas de pré-escolar, tendo uma a quarta sala a funcionar, assim como a creche e os restantes serviços, segundo esclareceu a Câmara Municipal de Palmela já esta tarde.

Com a tempestade que se faz sentir, as instalações começaram a meter água e as educadoras ligaram aos país para irem recolher as crianças, por falta de condições de segurança e conforto.

A situação foi relatada ao DIÁRIO DA REGIÃO por um dos pais, que não quer ser identificado.

- PUB -

Segundo esta mesma fonte, a Protecção Civil Municipal de Palmela foi chamada ao local, para averiguar as condições das instalações.

A Câmara Municipal de Palmela confirmou entretanto ao DIÁRIO DA REGIÃO que o serviço municipal de Protecção Civil esteve no local, acompanhado dos Bombeiros Voluntários de Palmela, e que concluiu que não tinha sido feita a necessária limpeza aos algerozes, o que terá contribuído para a infiltração da água no interior das instalações.

“Um algeroz entupido levou à acumulação de água no terraço, água essa que se infiltrou, depois, e começou a escorrer pelas paredes interiores de algumas salas do edifício.O desentupimento do algeroz permitiu o escoamento dessa água e resolveu, de imediato, a situação, mas por precaução e para permitir a secagem das paredes, o Centro Social de Palmela encerrou três salas de pré-escolar, tendo solicitado às famílias que recolhessem as crianças. Mantêm-se em funcionamento a quarta sala de pré-escolar, a creche e restantes serviços do Centro.”, informou a autarquia em resposta enviada esta tarde ao DIÁRIO DA REGIÃO.

“Foi, também, sinalizado o entupimento de um sumidouro, que criou algum empoçamento no pátio, tendo o Município dado indicações aos serviços responsáveis para proceder à limpeza do sumidouro”, acrescenta a mesma nota.

A Protecção Civil não viu necessidade de interditar o uso das instalações ou de recomendar o encerramento do centro.

Ao que o DIÁRIO DA REGIÃO apurou, o Centro Social de Palmela está a atravessar graves dificuldades financeiras e de tesouraria, com salários em atraso a funcionários.

Para a próxima terça-feira (13) está marcada uma assembleia geral extraordinária da instituição em que a ordem de trabalhos é, precisamente “informação e definição sobre a situação financeira e de tesouraria” e “disponibilidade para integrar órgãos sociais”, lê-se na convocatória assinada pelo presidente da mesa da Assembleia Geral, Elísio Barros.

O presidente da Câmara Municipal de Palmela disse ao DIÁRIO DA REGIÃO que a autarquia “está preocupada” com a situação da IPSS, e que tem ajudado a resolver problemas.

“Em Julho atribuímos um apoio financeiro, de 10 mil euros, para obras urgentes na cobertura, orçadas em 12 mil euros”, disse Álvaro Amaro, acrescentando que o Centro Social de Palmela precisa de “apoio de emergência por parte da segurança Social”.

O autarca informa que a Câmara Municipal elaborou uma candidatura ao pacto da Área Metropolitana de Lisboa, para reabilitação das instalações do centro, em que o município assume o financiamento de metade dos 50% não comparticipados por fundos comunitários do custo das obras.

Álvaro Amaro defende, no entanto, que a situação deste género de instituições exige medidas de fundo, como, designadamente um programa de apoio idêntico ao PARES, que foi criado a área da terceira idade.

O DIÁRIO DA REGIÃO contactou o Centro Social de Palmela mas até agora não obteve resposta.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva
- PUB -