23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Sétima arte exibida em Cabo Verde com apoio sadino

Sétima arte exibida em Cabo Verde com apoio sadino

Sétima arte exibida em Cabo Verde com apoio sadino

Filmes “Miradouro” e “Sal no Sangue” contam histórias recentes e passadas do que é vivido na cidade de Setúbal

 

Vão estar em exibição esta sexta-feira os filmes “Miradouro” e “Sal no Sangue”, de João Bordeira e Sérgio Brás d’Almeida, na Ilha de São Vicente, em Cabo Verde. Estas duas obras cinematográficas, que recentemente receberam o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, contam histórias recentes e passadas do que é a realidade da população que vive na cidade de Setúbal.

- PUB -

“Miradouro” é um documentário “naturalista combinado com ficção”, assinado por João Bordeira e Sérgio Braz d’Almeida, para “mostrar um olhar sobre a dinâmica do Bairro de São Domingos”, um dos locais mais antigos de Setúbal, numa “nostalgia latente do que foi antigamente e já não é, e que continua vivo”.

Já “Sal no Sangue”, um documentário dos mesmos realizadores que a colaboração da antropóloga Mariana Macedo Dias, documenta “histórias de vida, dificuldades quotidianas e a ligação ao mar dos pescadores de Setúbal”, e partilha “relatos de homens” com idades entre os 34 e os 85 anos, que “recordam um passado de pesca melhor”.

Desta forma, e resultante do convite do realizador de cinema e professor cabo-verdiano Leão Lopes e do coreógrafo António Tavares, estes filmes vão ser exibidos no Centro Cultural do Mindelo, numa iniciativa também em colaboração com o Instituto Universitário de Arte, Tecnologia e Cultura do Mindelo.

- PUB -

Além de Cabo Verde, as obras são apresentadas também no Centro Cultural Português da Praia, na Ilha de Santiago, a 14 de Maio, num programa em que se inclui um encontro entre profissionais do cinema para o “desenvolvimento de um projecto de intercâmbio” entre Setúbal e Cabo Verde.

Em nota de Imprensa, a autarquia sadina explica que o projecto, tem como objectivo “fomentar o intercâmbio e partilha de experiências culturais e profissionais”. Esta iniciativa procura também “envolver” argumentistas, realizadores e produtores de cinema provenientes de Cabo Verde, com o intuito de apresentarem obras em Setúbal, num circuito que leva setubalenses a mostrar trabalho naquele arquipélago africano.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -