12 Agosto 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioSociedadeFiguras e actividades típicas sadinas da década de 80 recordadas em exposição

Figuras e actividades típicas sadinas da década de 80 recordadas em exposição

Mostra vai ser inaugurada no próximo sábado, pelas 16 horas

 

- PUB -

As figuras e as actividades típicas de Setúbal da década de 80 vão ser recordadas em exposição, a inaugurar no Museu do Trabalho Michel Giacometti no próximo sábado, pelas 16 horas.

A mostra, intitulada “40 anos, 40 Imagens – Figuras Típicas de Setúbal”, reúne “imagens do fotógrafo Fernando Pinho, captadas em suporte analógico no início da década de 80, que representam personalidades típicas que circulavam na cidade naquela época”, refere a Câmara Municipal de Setúbal em comunicado.

Organizada pela autarquia, a exposição dá também “a conhecer algumas das profissões ou actividades características da cidade e zonas limítrofes, como vendedores de castanhas, descarregadores de peixe, pescadores, amoladores, engraxadores, vendedores de cautelas e ardinas”.

- PUB -

“O objectivo é recuperar os rostos e as memórias de algumas das figuras que circulavam em Setúbal há quarenta anos e homenagear homens e mulheres que marcaram o pulsar da vida em comunidade naquela época”.

As quatro dezenas de fotografias, que “posteriormente serão convertidas para o processo digital”, podem ser vistas “até dia 27 de Março, gratuitamente, no Museu do Trabalho Michel Giacometti, de terça a sexta-feira, das 09h30 às 18 horas, e aos fins-de-semana, das 14 às 18 horas”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -