19 Maio 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioSociedadeFestival 'A Estrada' dinamiza oferta cultural da região

Festival ‘A Estrada’ dinamiza oferta cultural da região

Evento decorre de 8 e 12 deste mês, entre a aldeia de São Francisco da Serra e a praia de Santo André

 

- PUB -

A estrada que se faz entre a aldeia de São Francisco da Serra e a praia da Costa de Santo André, Santiago do Cacém, será, entre os próximos dias 8 e 12, palco de um festival que procura cruzar caminhos para a qualificação e dinamização da oferta cultural da região, através de uma programação fundada na relação entre propostas artísticas contemporâneas e a especificidade da cultura local.

Concertos, artes performativas, instalações artísticas, cinema, conversas, caminhadas e gastronomia preenchem assim a primeira edição do Festival A Estrada.

“O festival surgiu pelo facto de eu conhecer bem o território e actualmente residir nele e porque esta estrada, que liga a serra com o mar, e que definimos como espinha dorsal deste território específico, é de facto particularmente bonita e marcante”, começa por dizer Carlos Gomes, director artístico do festival, a O SETUBALENSE.

- PUB -

“A nossa ideia foi dar a conhecer este território, ao longo da estrada, marcando-a com quatro pequenos palcos, enquadrados nos ambientes naturais dos lugares em que acontecem”, adianta.

São eles o Palco Serra, no terreiro da antiga corticeira de São Francisco da Serra, nos dias 8 e 9, o Palco Estrada, no terreiro do Lugar do Farrobo, habitual ponto de encontro para a população residente, no dia 10, o Palco Lagoa, situado no interior da Lagoa de Santo André, no Monte do Paio – Centro Nacional de Educação Ambiental e Conservação da Natureza, na Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha, a 11 de Setembro, e o Palco Praia, no Santo André Beach Lounge, em pleno areal, no dia 12.

Gaspar Varela e Paulo Parreira, Sampladélicos, Maria Adélia Botelho, O Gajo, Teatro Gato SA, Teatro do Mar e a Música Portuguesa a Gostar Dela Própria em residência com as Vozes Além’Tejo são, entre outros, alguns dos nomes que pisarão estes palcos nesta que é a primeira edição do certame.

- PUB -

“Pretendemos conduzir as pessoas ao longo desta estrada, por estas manifestações artísticas, ao longo de cinco dias, de forma a que possam desfrutar e conhecer um pouco melhor este território”, explica.

“O festival promove a expressão dos artistas locais e traz à terra outros que convidámos a fazer parte, numa programação pensada sobre a relação entre as propostas artísticas programadas e cada um dos lugares do festival, de forma a potenciar outras leituras, quer do território quer das propostas artísticas”, continua.

Neste sentido, a programação propõe ainda uma visita ao Lagar do Parral, com um século de existência e em plena laboração.

Todo o festival, uma proposta da produtora Transiberia em parceria com a Artéria e o município de Santiago do Cacém, é gratuito, à excepção do almoço e concerto de dia 11 com o grupo “Falta um”, do Centro de Dia das Ademas, mas para todas as actividades é necessário fazer a reserva para [email protected]

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era

Dez dias de música em vários palcos da cidade de Setúbal com os melhores sons e vozes

O festival arranca com Pedro Abrunhosa, atravessa vários artistas e termina com Cuca Roseta
- PUB -