8 Maio 2021, Sábado
- PUB -
Início Sociedade Sesimbra reforça apoio e colaboração com bombeiros

Sesimbra reforça apoio e colaboração com bombeiros

A Câmara Municipal e os Bombeiros Voluntários de Sesimbra assinaram esta segunda-feira um protocolo para reforço do financiamento atribuído pelo município ao Corpo de Bombeiros Permanentes. Desta forma, aos 222 mil euros que a autarquia atribuía somam-se 71,5 mil, o que perfaz um total de 293,5 mil euros anuais.

- PUB -

A autarquia sesimbrense assegura ainda um conjunto de despesas como 50 por cento da comparticipação ao funcionamento da Equipa de Intervenção Permanente, despesas com manutenção de veículos e equipamento, prémios dos seguros, despesas com instalações, nomeadamente energia eléctrica, água, gás e consumíveis, e aquisição de combustível. No total, com este novo protocolo, a autarquia comparticipará anualmente os Bombeiros Voluntários de Sesimbra com um verba a rondar os 500 mil euros anuais.

O protocolo foi assinado pelo presidente da autarquia, Francisco Jesus, e pelo presidente dos bombeiros, Fidelino Pereira, na presença de Francisco Luís, vereador do pelouro da Protecção Civil da autarquia, Pedro Santos, adjunto do Comando, e Ricardo Caleiro, coordenador do Gabinete Municipal de Protecção Civil.

Francisco Jesus destacou o facto de este ser “um protocolo que garante aos bombeiros, os principais agentes de protecção civil, uma maior sustentabilidade e equilíbrio financeiro e que os meios estejam sempre disponíveis para o socorro e emergência”. Fidelino Pereira, por seu turno, agradeceu o apoio prestado pela autarquia e partilhou que este novo acordo traz mais segurança e a resolução de problemas de ordem financeira da associação, garantindo “que a associação nunca deixou de estar presente, quer no socorro, quer no transporte de doentes”.

- PUB -

Neste protocolo foi ainda introduzida uma cláusula relacionada com a renovação das instalações e construção do novo quartel dos bombeiros, uma velha aspiração da associação agora reforçada. “Temos vindo a tentar a deslocalização do quartel para um novo espaço, que ofereça todas as funcionalidades e eficiência necessárias”, acrescentou o autarca, para quem “a colaboração entre as duas entidades tem sido um ganho para o concelho”.

A solução para esta questão, que vai começar a ser discutida entretanto, e que também prevê a realização de um estudo prévio urbanístico para as actuais instalações e para as parcelas anexas, pode passar pela cedência de um terreno junto à Escola Básica, em Sampaio, onde poderão vir a ser instalados o novo quartel dos bombeiros e o novo Centro Operacional Municipal de Proteção Civil.

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Sindicato não aceita aumentos de salários propostos pela administração da Autoeuropa

Administração da fábrica da Volkswagen em Palmela quer acordo que prevê aumentos salariais a três anos em função da taxa de inflação, sindicato contesta

Empresa dedicada à comercialização de canábis chega a Setúbal com nova unidade no parque BlueBiz

Espaço servirá para pós-colheita da planta medicinal. Produtora escolheu a cidade sadina “por possuir excelentes acessibilidades e oferecer flexibilidade nas suas instalações”   A empresa Clever...
- PUB -