12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Por que deve votar no CHEGA no domingo!

Por que deve votar no CHEGA no domingo!

Por que deve votar no CHEGA no domingo!

No próximo domingo é dia de ir novamente às urnas. Desta vez, a propósito das Eleições Europeias, um sufrágio a que o CHEGA concorre pela primeira vez e, por isso, qualquer que seja o resultado, a vitória é certa!
É importante que os portugueses saibam o que defendemos para a Europa.
Primeiro, a nossa missão é acabar com a política corrupta que mina as instituições europeias e, por isso, e ao contrário da AD, jamais poderíamos apoiar a atual Presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, que está a ser investigada pela procuradoria europeia por alegada interferência em funções públicas, destruição de SMS e corrupção no negócio da compra de vacinas contra a covid-19.
Para nós é simples: lugar de corruptos é na prisão e não na presidência de países ou de instituições europeias.
Depois – e os portugueses sabem – o CHEGA quer colocar um travão na imigração ilegal.
Os atuais dirigentes europeus têm levado a cabo uma política de portas escancaradas, deixando entrar no Velho Continente qualquer pessoa.
Só em 2023, a União Europeia recebeu mais de um milhão de pedidos de asilo. Não só não é possível continuar a deixar entrar tanta gente no nosso Continente, como é, aliás, perigoso, especialmente quando falamos de imigrantes islâmicos.
O que a esquerda e extrema-esquerda têm omitido é que a cultura e tradição do Islão menorizam as mulheres, obrigam-nas a andar com as caras tapadas e não lhes permitem viver de forma livre e independente, tratando-as como objetos dos quais os homens são os proprietários.
Mais. Os imigrantes islâmicos não respeitam também os homossexuais, vendo-os e tratando-os como animais.
São estas pessoas que queremos no nosso Continente?
Para o CHEGA, estas eleições europeias são a luta entre quem quer uma federação de Estados no continente europeu e quem quer garantir a soberania de todas as nações e povos, garantindo uma vivência pacífica entre todos, com respeito pelas leis e tradições únicas de cada país europeu.
Não queremos uma União Europeia em que uns países decidem o que os outros podem ou não fazer, não tendo em conta a especificidade de cada povo.
Numa Europa de paz, que é a que queremos, os Estados devem, sem sombra de dúvidas, condenar a Rússia pelo ataque cobarde e atroz que, desde 2022, perpetua contra a Ucrânia, uma nação independente.
Recorde-se que o CHEGA foi, em Portugal, o primeiro partido a sair em defesa do povo ucraniano e a condenar veemente a Rússia pela invasão que levou a cabo. E assim continuaremos a fazer: a Europa tem de apoiar a Ucrânia na luta pela sua libertação do invasor opressor que é a Rússia e que – imagine-se! – conta com o fiel apoio do Partido Comunista Português.
No dia 9 de junho, ao votar no CHEGA, os portugueses estarão a votar numa forma livre e soberana de ver e viver na Europa; estarão a votar pela defesa das mulheres e dos seus direitos que a tanto custo conquistaram; estarão a votar pela continuidade do povo europeu, tal como o conhecemos; e estarão a votar pela preservação da matriz judaica-cristã europeia.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -