15 Abril 2024, Segunda-feira
- PUB -
InícioOpiniãoA relva azul e a campanha eleitoral

A relva azul e a campanha eleitoral

Vim ao Brasil de férias e aproveitei para rever alguns amigos. Um destes meus amigos contou-me uma fantástica fábula, de um autor desconhecido, que relata a história de um tigre, um burro e um leão.

- PUB -

“Conta-se que certa vez o tigre e o burro estavam a discutir sobre a cor da relva. O tigre dizia que a relva era verde, o burro insistia que era azul. Em dado momento os ânimos ficaram exaltados e quase partiram para uma mútua agressão física. Resolveram, então, ir consultar o leão, o rei da selva.
Mal avistaram o leão, o burro começou a gritar e antecipadamente perguntou: “a relva  não é azul? … a relva não é azul?” O leão respondeu: “é sim!” Aí, o burro disse ao leão: “então castigue esse tigre teimoso, pois ele insiste em dizer que a relva é verde”. O leão disse ao tigre: “como castigo pela tua teimosia, vais ficar quatro anos sem poder falar”. O tigre, por sua vez, questionou o leão: “mas, majestade, o senhor sabe que a relva é verde, nesse caso por que deu razão ao burro?”.  E o leão respondeu: “é para tu aprenderes que não deves entrar em discussões inúteis com quem não tem sabedoria e não é humilde”.

A conclusão moral da história ensina que não se deve discutir com quem já tem opinião formada, com quem não vai ceder, mesmo diante de argumentos irrefutáveis.

Entramos em pré-campanha eleitoral, momento em que os candidatos a cargos governamentais, mentem, criam falácias em busca de votos dos eleitores, fazem falsas promessas iludindo os incautos e os gananciosos. É uma fase crítica para a economia do país, onde quase tudo se promete, mesmo que em muitos casos seja impossível.

- PUB -

Na fábula, se o tigre tivesse ficado em silêncio, e não entrasse em discussão com o burro, certamente não receberia o castigo que lhe foi imposto pelo rei leão. Por outro lado, se tivesse tido a posição de enfrentar o seu adversário e fazer-se ouvir antes da sua manifestação perante o leão, iria assegurar uma vantagem competitiva, mas seria esta última decisão a mais acertada?

Como dizia Mark Twain: “a abelha trabalha na escuridão, o pensamento trabalha no silêncio e a virtude no segredo”.

Nesta campanha eleitoral, não se deixe enganar e leia os programas eleitorais. E se encontrar pelo caminho alguém que acha que a relva é azul, não perca tempo e energias com essa pessoa, vá em frente, pense pela sua cabeça e procure sempre a verdade.

Claudio Anaia
Crítico de cinema
- PUB -

Mais populares

José Mourinho: “Dá-me prazer que as pessoas conheçam as minhas origens”

Técnico sadino em Setúbal para gravar com a Adidas e “mostrar ao mundo” a cidade onde nasceu e cresceu

Desaparecido no mar esteve no sábado à pesca de choco no Sado

Ricardo Neves esteve no dia anterior à tragédia em embarcação turística. Mestre de embarcação critica quem se aventura na zona do naufrágio

Lisnave distribui mais de três milhões de euros pelos trabalhadores

Prémio é justificado com resultado obtido no ano passado, descrito o "melhor desempenho de sempre"
- PUB -