23 Fevereiro 2024, Sexta-feira
- PUB -
InícioOpiniãoPENSAR SETÚBAL: O centenário Mercado do Livramento

PENSAR SETÚBAL: O centenário Mercado do Livramento

Gosto muito do Mercado do Livramento. Desde miúdo habituei-me ao seu espaço grande e apelativo, à excelência dos produtos alimentares, à simpatia das pessoas que aí trabalham.
As suas marcas identitárias são a qualidade, diversidade e tradição.
Chama-se dessa forma porque mesmo por baixo passa a Ribeira do Livramento, uma linha de água proveniente da Baixa de Palmela que circula por baixo do Estádio do Bonfim, atravessa toda a Av. 22 de Dezembro, a Av. Luísa Todi (transversalmente) e a Rua Ocidental do Mercado, desaguando no rio Sado, junto ao Clube Naval Setubalense.
Em 2017 o prestigiado jornal norte-americano USA Today tinha destacado o Mercado do Livramento como um dos destinos de eleição para os amantes de peixe e marisco em todo o mundo.
O USA Today referia na ocasião que a sardinha é o peixe mais procurado pelos clientes e que em Portugal são consumidas treze sardinhas por segundo no mês de Junho.
Um dos seus ex-libris são os painéis de azulejos que decoram o Mercado do Livramento, da autoria de Pedro Jorge Costa Pinto (1900-1983), artista plástico que se dedicou à paisagem, ao desenho, à gravura, que os pintou nos anos trinta e que retratam o dia-a-dia das actividades locais, como a pesca e a agricultura.
Pedro Costa Pinto pintou também os azulejos que se encontram numa das paredes do antigo Café Esperança.
Em 2011 foram colocadas quatro esculturas de Augusto Cid alusivas a profissões ligadas aos mercados: a vendedora de galinhas e de ovos, a vendedora de flores, o descarregador de peixe e o homem do talho.
Naturalmente que nós sabemos que a excelência evidenciada não se deve somente aos produtos do mar. Carne, fruta, legumes, enchidos, queijo, pão, flores, doces, etc. contribuem decisivamente para que o Mercado do Livramento seja um dos mais bonitos, importantes, prestigiados e categorizados mercados portugueses (e mundiais), aliando à qualidade dos seus produtos, a simpatia, o empenho e a dedicação dos seus magníficos profissionais, que fazem deste local um espaço de eleição.
Os comerciantes do Mercado do Livramento têm sempre feito do espaço muito mais do que um recinto de comércio da cidade. Tornou-se, com o passar do tempo, um espaço de afectos, um lugar de encontro, de convívio e um espaço cultural.
Nós, os membros da Associação Setúbal Voz, utilizamos frequentemente o magnífico auditório localizado do primeiro andar, cedido gentilmente pela Câmara Municipal de Setúbal, para as actividades das suas três valências: o Coro Setúbal Voz, o Ateliê de Ópera de Setúbal e a Companhia de Ópera de Setúbal.
Em 2012 aconteceu uma tragédia, em que a parede do topo sul desabou, ceifando a vida a cinco trabalhadores da empresa de construção civil que se encontravam naquele local a trabalhar.
A tragédia enlutou a cidade. Foi um golpe muito duro para todos, as vidas que se perderam.
Todavia, deitou-se mãos à obra, os comerciantes “apertaram-se”, enquanto decorriam os trabalhos de reparação e melhoramento do espaço que contou com o financiamento da Fundação Bueller-Brockhaus e eis que surgiu ainda mais bonito e apelativo.
Actualmente o mercado possui cerca de trezentos concessionários e cerca de novecentos funcionários que todos os dias nos trazem para as bancas testemunhos frescos da riqueza do mar e da terra.
Uma das suas peculiaridades é o facto de, desde a sua origem, em 1875, até ao presente, ter conseguido manter a sua identidade, sem alterações significativas. Adaptou-se às exigências dos tempos modernos, por exemplo na segurança alimentar, mas a sua essência manteve até aos dias de hoje.
O Mercado do Livramento cheira ao nosso Vitória. Existem bandeiras do nosso Enorme Clube espalhadas um pouco por todo o lado, contribuindo para enriquecer, dar ainda mais cor e brilho ao seu espaço.
Sem desprimor para ninguém, entendo que os meus queridos amigos Luís Filipe e Rogério Paixão constituem um magnífico exemplo dessa forma de sentir e de estar.
Para mim, como setubalense e vitoriano que me orgulho de ser, o Mercado do Livramento é muito mais que um local onde se fazem compras. É um espaço emocional, de familiaridade de rostos, de afectos, de uma multiplicidade de sentimentos e percepções que não nos deixam indiferentes.
Um orgulho muito grande.
O Mercado do Livramento está, portanto, no coração da cidade; mas mais importante que tudo é que esteve, está e estará sempre e em qualquer circunstância, no coração dos setubalenses.
- PUB -

Mais populares

Menino de sete anos morre após ser baleado em Setúbal

Neto e avó foram atingidos a tiro de caçadeira no Bairro da Bela Vista. Disparo veio de carro em andamento. Alvo seria o pai da criança

Criança baleada em Setúbal hospitalizada em estado crítico [actualizada]

Menino de 7 anos e avó foram atingidos por um tiro de caçadeira disparado de um carro em movimento

Imagens mostram momentos após menino e avó serem baleados no Bairro da Bela Vista (vídeo)

Homem é visto a empunhar uma caçadeira correndo em várias direcções até que entra numa viatura que sai depois do local
- PUB -