20 Abril 2024, Sábado
- PUB -
InícioOpiniãoBalcão SNS24: Uma questão de bruxas?

Balcão SNS24: Uma questão de bruxas?

Quando em março de 2022, o PSD, apresentou em reunião de Câmara, a proposta para adesão pelo Munícipio de Setúbal, ao protocolo entre a Administração Regional de Saúde e os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, para a criação de um balcão SNS24 na Junta de Freguesia de Gâmbia-Pontes-Alto da Guerra, viu a mesma ser aprovada com os votos favoráveis do PS e os votos contra da CDU.
Bastaram uma ou duas reuniões com as entidades responsáveis por aquele projeto governamental, para que os eleitos da CDU constatassem, que embora esta fosse uma medida paliativa (a ser implementada na única frguesia do Concelho de Setúbal, sem acesso na sua área geográfica a cuidados primários de saúde), iria trazer à população, a possibilidade de acederem a vários serviços, tais como, marcação de consultas, renovar receitas de medicamentos, realização de teleconsultas e consultar resultados de exames, o que, numa freguesia, onde cerca de 20% da população, tem mais de 65 anos, pouca literacia digital e sem acesso a meios, condições ou competências para aceder remotamente aos serviços digitais, seria, uma forma de acesso ao SNS, evitando deslocações às unidades de saúde do Sado ou do Vale do Cobro, numa freguesia mal servida de transportes públicos e de parcos recursos económicos.
Esperava a população e os eleitos do PSD, que fosse dado cumprimento ao anúncio da entrada em funcionamento deste serviço, nas instalações da sede da Junta de Freguesia, no pretérito mês de fevereiro do presente ano de 2023.
Passados quatro meses da data prevista, adquiridos equipamentos e contratado funcionários, o balcão SNS24 continua sem funcionar e a população sem acesso ao mesmo.
O Município transmite que tudo fez ao seu alcance e que a “bola” está do lado dos serviços centrais (ACES), os quais respondem, que o serviço não funciona, por problemas de conectividade, o que levanta a seguinte questão. No Distrito de Setúbal, este serviço funciona nas freguesias de Montijo e Afonsoeiro e do Samouco, e estão plenamente operacionais, sem problemas de “conectividade”.
Os municípios do Montijo e Alcochete são Socialistas, o município de Setúbal é Comunista (embora minoritário) e é uma grande aposta do partido socialista a nível distrital para as próximas autárquicas. A análise política diz-nos, que o eleitorado descontente, tende a penalizar quem se encontra no poder, favorecendo, normalmente, o maior partido da oposição.
Como dizem os nossos vizinhos espanhóis “No creo en brujas, pero que las hay, las hay”.
O PSD estará atento e tudo fará ao seu alcance, para que a população desta freguesia, principalmente a mais idosa e desfavorecida, possa ter acesso a este serviço, enquanto continua a desenvolver esforços para a construção de um Centro de Saúde que sirva esta parte do Concelho.
Podem contar connosco!

- PUB -

Mais populares

Cravo humano ‘nasce’ no areal da Praia de Albarquel

Cerca de quatro centenas de trabalhadores da autarquia juntaram-se após uma caminhada de três quilómetros

Cadáver em “avançado estado de decomposição” encontrado na zona da Comporta

Capitão do Porto de Setúbal invocou o segredo de justiça para não avançar pormenores sobre a ocorrência

Peixes e tartarugas mortos recolhidos do lago do Parque da Algodeia

Aumento das temperaturas e exposição solar pode ter alterado qualidade da água. Amostras recolhidas vão ser analisadas em laboratório
- PUB -