5 Dezembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioOpiniãoO fado encantou em Corroios

O fado encantou em Corroios

Amante do fado que, como fadista amador, tão bem o interpretou. Portanto, um homem que deixou raízes e foi mentor de muitos jovens e menos jovens

 

- PUB -

Decorreu com todo o brilho, animação e muitos aplausos no Pavilhão Multiusos do Parque Urbano da Quinta da Marialva em Corroios, na noite do passado sábado, a VI Grande Noite de Fado Emídio Leitão. A louvável iniciativa da responsabilidade da Junta de Freguesia de Corroios, tem como principal fim, homenagear o cidadão digno, simples, simpático e afável que foi Emídio José Macau Leitão.

Um alentejano que desde há muito se tinha fixado em Corroios e onde deixou, tal como na sua terra natal, Arraiolos e, porventura, por onde passou, muitos amigos. Amante do fado que, como fadista amador, tão bem o interpretou. Portanto, um homem que deixou raízes e foi mentor de muitos jovens e menos jovens. Por exemplo, para quem se iniciou na interpretação desta que é a mais genuína expressão da alma lusa e património imaterial da humanidade, o fado, na Escola de Fado da Casa do Povo de Corroios que assiduamente frequentava.

Mas “falando” ainda de raízes, deixou mais duas que continuam a cultivar, e bem, esta nossa tão singular forma de sentirmos e de nos expressarmos (uso o plural, porque fadista é também quem sente o fado. E que português não o sente?), refiro-me aos seus filhos, Henrique e Carlos Leitão. Como sempre, o evento contou com o apoio da Casa do Povo de Corroios que também organizou esta edição.

- PUB -

A Rádio Amália, contribuiu com a divulgação do mesmo. Os principais protagonistas foram, evidentemente, os fadistas, praticamente todos oriundos da Escola de Fado da Casa do Povo de Corroios, e os músicos. Assim, actuaram: Elsa Moreira, Ana Beatriz Martinho, Alexandre Gaspar, Ilda cunha, Milai santos, Eduardo Fagundo, Rosa Maria, Carla Oliveira, Pedro Rodrigues, Maria Passarinho, Tiago Conceição e Linda Soares.

O acompanhamento esteve a cargo de Luís Ribeiro na guitarra portuguesa, Carlos Heitor da Fonseca, viola de fado e Máximo Ciúro, viola baixo. Em relação ao desempenho dos fadistas, dizer que não somos críticos de fado e mesmo para darmos a nossa modesta opinião de todo o elenco, não tínhamos espaço. Mas o nível de todos, foi do agrado geral.

No entanto, como exemplo, destacamos quatro. As veteranas Milai Santos e Carla Oliveira, duas Senhoras Fadistas. E os dois mais jovens; Maria Passarinho e Tiago Conceição. Apesar da sua juventude, não são promessas, são já grandes certezas. Aliás, o Tiago acabou de ser distinguido com o Prémio Revelação na 6.ª Gala do Fado da Voz do Operário. Quanto à prestação dos músicos, foi de excelência.

- PUB -

O guitarrista Luís Ribeiro e Jorge Fernando, salvo erro, são os únicos ainda em actividade que acompanharam a grande Amália. Com todo o profissionalismo e bom humor, a apresentação esteve a cargo do Quim (Joaquim) Calçadas. Ou não fosse ele um profissional (locutor) de “Amália, a Música é o Nosso Fado!”. Foi lembrado ainda o homem que desde há muito esteve ligado à Casa do Povo de Corroios, que foi o grande dinamizador deste evento e que nos deixou já depois da V edição do mesmo, o saudoso Francisco Rodrigues.

Comentários

Francisco Ramalho
Professor, Corroios
- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Primeira loja Lidl num campus universitário já abriu em Almada

Rede de supermercados alemã investe 10 milhões de euros no novo edifício situado no Monte da Caparica
- PUB -