4 Dezembro 2022, Domingo
- PUB -
InícioOpiniãoSer fisicamente ativo

Ser fisicamente ativo

Entre 23 e 30 de setembro, comemorou-se a Semana Europeia do Desporto, atividade concebida pela Comissão Europeia com o objetivo de promover o desporto e a importância da prática da atividade física junto de toda a população europeia.

- PUB -

Há um inquestionável interesse acrescido pelo desporto, nomeadamente no domínio tecnológico, como se constata na proliferação de aplicações em relógios e telemóveis alinhadas com o conceito do “ser humano fisicamente ativo”, sendo a sua métrica mais mediática de saúde através do exercício, a meta diária dos 10 mil passos. Contudo, deve ser realçado que, embora pareça existir uma relação direta entre as caminhadas e a manutenção do estado de saúde, nas suas recomendações para se poder obter benefícios no estado de saúde através do exercício, a OMS prefere traçar como objetivo a meta dos 150 a 300 minutos de atividade física aeróbica de intensidade moderada por semana, ou 75 a 150 minutos de atividade física aeróbica de vigorosa intensidade.

No documento “Orientações da União Europeia para a promoção da atividade física”, aprovado pelo Grupo de Trabalho da UE sobre “Desporto e Saúde”, em setembro de 2008, cujas orientações foram reiteradas pelos ministros do Desporto dos Estados-membros da UE na reunião realizada em Biarritz nesse mesmo ano, são descritas as ações recomendadas para apoiar a atividade física benéfica para a saúde, sendo que a definição mais corrente é a de que constitui atividade física “qualquer movimento corporal associado à contração muscular que faz aumentar o dispêndio de energia acima dos níveis de repouso”.

Neste contexto, existem dados científicos de corroboram a tese de que a prática de exercício físico, depois de realizados os exames médicos para a despistagem de qualquer patologia que apresente um quadro de contraindicação para a prática do mesmo e desde que prescrita por um profissional de exercício físico, é uma mais-valia para a saúde física e mental dos cidadãos. Compete, por isso, aos decisores políticos a decisão de investir no conceito de “exercício físico para todos”, tornando-o num investimento público na saúde e bem-estar das populações, reduzindo-se a médio-prazo despesas com a saúde, prevenindo o surgimento de doenças como a Obesidade, a Diabetes do tipo II e a Depressão, entre outras.

- PUB -

A terminar, permitam-me uma palavra de felicitação especial para o Núcleo de Confraternização de Árbitros de Futebol do Barreiro, pelo seu 57º aniversário, comemorado com a realização de um colóquio sob o tema “Barreiro, viveiro de futebol: Uma História para continuar”, evento em que estive presente na qualidade de associado de longa data.

E falando de arbitragem, por último, mas não em último, quero aqui realçar a iniciativa inovadora da Associação de Futebol de Évora relativa ao projeto do árbitro Benjamim, no âmbito da qual, pelo segundo ano consecutivo, todos os jogos de futebol e futsal do escalão de Benjamins são arbitrados por jovens da formação do clube que joga em casa. Parabéns por esta iniciativa pioneira e francamente positiva!

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Demolição de edifício obriga a encerrar troço da Estrada de Palmela

Operação na via pública acontece no troço compreendido entre a Praça Tratado de Roma e o acesso rodoviário ao estabelecimento de restauração McDonald’s.
- PUB -