20 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioOpiniãoO PS a ser PS

O PS a ser PS

Os candidatos do PS em Setúbal às próximas eleições autárquicas, numa iniciativa realizada em formato de campanha eleitoral, garantem que o cheque para as obras de ampliação do Hospital de São Bernardo “já deu entrada na conta bancária do Centro Hospitalar”. O concurso para a obra, asseguram, “será lançado até Agosto próximo” e preveem que as obras de construção das novas urgências tenham “início antes do final de 2021”, e estejam “concluídas em 2023”, como é noticiado na edição de 16 de junho passado deste jornal.

- PUB -

Se assim é, e esperamos que sim, estaremos todos de parabéns, embora o estejam muito mais os que batalharam para que este investimento fosse tornado realidade, o que expurga deste elogio as manobras oportunistas de um PS a ser PS, ou seja, um partido com duas caras que apenas se mobiliza para fins eleitoralistas. Este é o mesmo partido que, sistematicamente, assume uma posição na região de Setúbal e outra no Governo, que põe uma cara sorridente para afirmar que o cheque já cá está, mas que procura esconder a sua incapacidade e inação durante todo este tempo.

A necessidade de investimento no Serviço Nacional de Saúde, e em especial o reforço das condições do Hospital de São Bernardo através da sua ampliação, é uma antiga reivindicação das populações, dos profissionais de saúde e da Câmara Municipal de Setúbal, que têm desenvolvido, ao longo dos anos, um conjunto de iniciativas e denúncias em torno desta questão.

Já em Março de 2019, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) aprovara o Projeto de Construção de um novo edifício para o Hospital de São Bernardo. Ainda no final desse mesmo ano, o próprio PS, a ser PS, afirmando em Setúbal a necessidade de investir no SNS e no novo edifício para o Hospital de São Bernardo, deixava de fora do Orçamento do Estado para 2020, proposto pelo mesmo PS, a verba que possibilitaria o arranque da obra, contrariando compromissos públicos e deliberações do anterior Governo.

- PUB -

Mais um ano passado e, na discussão do Orçamento do Estado para 2021, o PS volta a ser PS e também não incluía, na proposta original apresentada pelo Governo PS, nenhum plano para a concretização da obra, tendo a necessária verba sido acrescentada posteriormente por proposta do PCP.

Cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém e, por isso, é importante manter o apelo à população para que se mantenha atenta e interveniente para que o investimento agora anunciado, e de que muito precisa o nosso SNS e, em particular, o Hospital de São Bernardo, seja efetivamente concretizado.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Mulher morre em colisão entre dois veículos em Grândola

Uma colisão frontal entre dois veículos ligeiros na Estrada Nacional 261, no cruzamento do Carvalhal, provocou, esta tarde, um morto e dois feridos graves.

Ana Catarina Gonçalves: A grandolense que arriscou e conseguiu montar um ‘império’ na vertente das explicações

Com apenas 21 anos, começou a acompanhar algumas crianças por brincadeira. Hoje, passados cinco anos, emprega três dezenas de professores

Acidente de viação no Montijo provoca três mortos

Colisão frontal provocou a morte de dois homens, de 26 e 32 anos, e de uma mulher, de 24 anos
- PUB -