10 Maio 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Opinião A saúde em Setúbal

A saúde em Setúbal

Nos últimos anos, em Setúbal, temos vindo a assistir a uma degradação dos serviços de saúde, nomeadamente, no Centro Hospitalar de Setúbal (CHS), quer a nível de recursos humanos, de infraestruturas e de financiamento.

- PUB -

O problema de recursos humanos preocupa-me particularmente, pois, há utentes do CHS com consultas em espera há mais de 2 anos, situação agravada pela pandemia Covid-19, uma vez que se suspenderam todos os atos não urgentes. Para além da necessária resposta à população que foi infetada com Covid-19, no sentido de acompanhar o seu estado clínico e minimizar as consequências desta doença, é também necessário assegurar todos os outros utentes nas mais diversas especialidades – o que só será possível com mais recursos humanos.

Importa frisar que os problemas com a falta de recursos humanos e materiais são estruturais e anteriores ao surto epidemiológico. Em fevereiro de 2020 era pública a preocupação com várias especialidades do Centro Hospitalar Setúbal como a oncologia e obstetrícia onde 5 médicos do Serviço de Urgência informavam que iriam cessar as suas funções por atingir a idade da reforma.

No que às instalações diz respeito, o CHS aguarda há 5 anos pela construção de um novo edifício. Apesar da construção integrar o Plano de Investimento na Área da Saúde e estar prevista no Orçamento do Estado para 2021, nada se sabe sobre este investimento que deixou de ser determinante e passou a ser urgente para que possa continuar a dar resposta ao nível dos cuidados de saúde à população, não só de Setúbal, mas de todo o Distrito.

- PUB -

É inaceitável que um Hospital Distrital que abrange uma área territorial alargada com uma forte densidade populacional possa vir a perder especialidades médicas tão importantes para os utentes.

A sustentabilidade financeira constitui mais um problema grave que o CHS atravessa, uma vez que a sua atual classificação não corresponde às exigências a que tem que se dar resposta, quer a nível de estrutura, quer ao nível do reforço do número de profissionais de saúde.

Não nos podemos esquecer que o sistema nacional de saúde é uma conquista da Democracia. A nossa Constituição consagra, no seu artigo 64.º, que todos, sem exceção, “têm direito à proteção da saúde e o dever de a defender e promover”.

- PUB -

É do conhecimento de todos que a resolução dos graves problemas que se vivem no CHS não são da competência direta da Câmara Municipal de Setúbal, no entanto, considero que a situação é demasiado grave e tem de haver uma tomada de posição por parte do Executivo Camarário junto das Entidades Competentes, nomeadamente, na ARS e no Governo, principalmente nos Ministérios da Saúde e das Finanças.

A par disto, a Câmara Municipal tinha o dever de ajudar a população setubalense e azeitonense, agregando também todas as associações e empresas do concelho, a promover o debate público sobre estas matérias, mas até agora o que temos assistido é apenas e só a menções em atos oficias, que em nada se traduziram.

Temos de nos questionar sobre o porquê desta falta de proatividade do executivo da Câmara Municipal de Setúbal e do Partido Comunista.

Como se sabe, nos últimos 5 anos, houve várias promessas que foram sendo feitas para a ampliação do CHS, mas nada aconteceu. O Partido Comunista, que suporta o Governo Socialista e aprovou todos os Orçamento de Estado não questiona a falta de investimento?

A passividade do Partido Comunista e do executivo da Câmara Municipal de Setúbal só pode ser compreendida com o facto de até há bem pouco tempo não considerarem esta situação como grave.

A Senhora Presidente da Câmara Municipal de Setúbal e o Partido Comunista lembraram-se este ano, curiosamente, em ano de eleições de apresentar a proposta de alteração ao Orçamento que previa a transferência de 17,2 milhões de euros para o arranque da ampliação do CHS, esquecendo-se de dizer que este problema vem a ser identificado há pelo menos 5 anos.

Para o fim, fica sempre o melhor. Maria das Dores Meira, a atual Presidente da Câmara de Setúbal, que tanto defende os interesses dos setubalenses e azeitonenses, estará nessa qualidade, em breve, a fazer campanha eleitoral na sua terra do coração, que como todos sabem, é Almada.

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Sindicato não aceita aumentos de salários propostos pela administração da Autoeuropa

Administração da fábrica da Volkswagen em Palmela quer acordo que prevê aumentos salariais a três anos em função da taxa de inflação, sindicato contesta

Empresa dedicada à comercialização de canábis chega a Setúbal com nova unidade no parque BlueBiz

Espaço servirá para pós-colheita da planta medicinal. Produtora escolheu a cidade sadina “por possuir excelentes acessibilidades e oferecer flexibilidade nas suas instalações”   A empresa Clever...
- PUB -