19 Janeiro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioOpiniãoO comportamento da oposição em Corroios

O comportamento da oposição em Corroios

Realizou-se no passado dia 22, a Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia de Corroios. Da Ordem de Trabalhos, destacamos matérias tão relevantes, como as Grandes Opções do Plano e o Orçamento para 2021, aprovadas com os votos da CDU e do Bloco de Esquerda, contra do PSD e a abstenção do PS. Uma saudação da CDU pela construção, finalmente, do novo Centro de Saúde de Corroios, corolário de 20 anos de lutas e exigência das Comissões de Utentes da Saúde, da JFC, da CM do Seixal, da população.

- PUB -

Como estamos no final do ano, tínhamos previsto fazer o balanço do mesmo. Mas como não perde atualidade, decidimos fazê-lo, sobre esta AF, devido ao comportamento dos eleitos do PS e do PSD em relação a matérias tão importantes, como o problema do estacionamento em Corroios, ou o deplorável estado em que se encontra há mais de 10 anos, a Escola Secundária João de Barros.

Corroios, debate-se com um grande problema de estacionamento. Causado, sobretudo, pelo grande número de pessoas que, devido em grande parte, à deficiente oferta de transportes públicos, desloca-se na sua viatura própria para o comboio. Depois, para não ter de pagar, para além do bilhete ou passe, mais o estacionamento nos parques da Fertagus, “entope” Corroios. Nomeadamente, as ruas mais próximas da estação ferroviária.
Portanto, existe esta aberração; centenas de lugares vagos nos parques daquela empresa, e carros por tudo o que é sítio, causando problemas de estacionamento a moradores, a quem se desloca à vila para outros fins, ao comércio local.

Para minimizar o problema, a JFC em colaboração com a CMS, disponibilizou gratuitamente, 315 lugares. 94 na renovada Praça José Queluz, mais 221, depois de obras junto à ExpoCorroios. Mas, claro, ainda é mais que insuficiente. Por isso, mais uma vez, os eleitos da CDU, apresentaram uma moção, exigindo, nomeadamente, que seja a CMS a gerir os parques de estacionamento junto da estação, colocando-os também gratuitamente, à disposição dos passageiros. PS e PSD, abstiveram-se.

- PUB -

Em relação à Escola João de Barros, criando problemas de toda a ordem a alunos e professores, está em obras há mais de 10 anos. Esta inadmissível situação, inviabiliza agora, até as normais condições para ser cumprido o distanciamento físico, conforme as recomendações da DGS.

Para minimizar as dificuldades, a JFC, substituindo-se ao Estado, criou condições no seu Pavilhão Multiusos, e colocou-o à disposição para que os alunos possam lá ter aulas de Educação Física, como acontece.

Pois bem, mais uma vez, a CDU, apresentou uma moção a exigir que o Ministério da Educação solucione de vez, tão prejudicial e prolongada situação. Portanto, seria absolutamente lógico, até para dar mais força ao documento, que o mesmo fosse aprovado por unanimidade. Foi apenas com os votos dos proponentes e do BE. PS e PSD,mais uma vez, abstiveram-se.

- PUB -

Deixamos à consideração dos prezados leitores a quem desejamos um ano o melhor possível, o seu juízo, sobre tal comportamento.

Comentários

Francisco Ramalho
Professor, Corroios
- PUB -

Mais populares

Vereador diz que cães vadios fogem com crânios na boca e acusa PS de tratar mal os vivos e pior os mortos

João Afonso volta a criticar serviço nos cemitérios. Autarca do PSD denuncia ossadas lavadas em tanques da roupa e colocadas em caixas de fruta a secar. Nuno Canta diz que é fantasia

Rua José de Groot Pombo encerrada até Abril devido a “exigente e profunda” obra

Intervenção dedicada à reabilitação integral da via, incluindo a construção de passeios mais acessíveis   A Rua José de Groot Pombo, em Setúbal, vai permanecer encerrada...

Mais de 70 lotes de terreno no Bairro Grito do Povo alienados a proprietários de habitações

Os lotes vão ser vendidos a moradores e descendentes directos, que pretendam melhorar as condições de habitabilidade
- PUB -