30 Novembro 2021, Terça-feira
- PUB -
InícioOpiniãoUma semana negra

Uma semana negra

Os últimos dias foram marcados pelas notícias da morte de Diego Maradona, Reinaldo Teles e Vítor Oliveira. Qualquer um deles, à sua maneira e na sua escala, foram figuras marcantes no mundo do futebol. Os três marcaram com a sua impressão digital os locais por onde passaram. É um lugar comum dizer que o mundo do futebol ficou mais pobre, mas ainda assim não deixa de ser verdade.

- PUB -

Entre nós, entretanto, prossegue o processo de autofagia no Vitória Futebol Clube. Um desfecho que era previsível, como aqui antecipei, ainda que não imaginasse a rapidez com que tem vindo a decorrer tal hara-kiri. Nesta altura, não me parece que Paulo Rodrigues tenha condições para continuar a dirigir o Vitória, mas tal decisão, naturalmente, compete aos sócios.

Por falar em sócios, n’Os Pelezinhos estamos, uma vez mais, a angariar donativos, bens alimentares e outros, que reverterão a favor de quem mais precisa. Num ano de acrescidas dificuldades para muitas famílias, é nosso dever solidário, e nossa obrigação moral, fazer um esforço para ajudar aqueles que perderam os seus empregos, ou parte dos seus rendimentos, em consequência da pandemia. Como é óbvio, a responsabilidade primeira de acorrer em auxílio de quem necessita de apoio é do Estado, mas tal não impede a sociedade civil de fazer a sua parte, se outra razão não existisse porque todos sabemos como é a realidade. Nós, atletas e sócios d’Os Pelezinhos, faremos seguramente a nossa parte.

Teremos atingido, entretanto, o topo da curva de infectados com Covid-19 nesta segunda vaga da pandemia, sinal de que poderemos vir a passar um Natal tão normal quanto possível. Não será ainda um Natal igual a anos anteriores, mas ainda assim será provavelmente passado com a família e de acordo com a tradição.

- PUB -

Com o ano a terminar, começamos a sonhar por antecipação com a campanha de vacinação contra a Covid-19 que nos permitirá regressar à normalidade nas nossas vidas. Nós, n’Os Pelezinhos, também sonhamos com isso. Sonhamos com a possibilidade de treinar com inteira normalidade, algo que agora nos está impossibilitado. Sonhamos em voltar a jogar futebol, chorar de frustração quando se perde e transbordar de alegria quando se ganha. Sonhamos em voltar a viver plenamente os dias, com os nossos atletas em campo a dar largas ao seu talento. Afinal de contas, como realçou António Gedeão num dos seus poemas, é o sonho comanda a vida.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Volkswagen anuncia novo investimento de 500 milhões na Autoeuropa nos próximos cinco anos

Valor vai ser aplicado "em produto, equipamento e infra-estruturas", explicou Alexander Seitz
- PUB -