Os exemplos laranja

0
19
Francisco Ramalho – Ex-bancário, Corroios

Ao extrapolar até a receita da tróica, Pedro Passos Coelho, cometeu um crime de lesa-pátria e desacreditou o PSD aos olhos do povo. Portanto, PPC, é o principal responsável pela atual crise que grassa no seu partido.

Luís Montenegro, que sempre apoiou PPC, vir agora propor a substituição do atual líder, Rui Rio, e prometendo a solução para todos os problemas nacionais, sendo ele a substitui-lo e, consequentemente, na sua ótica, o futuro 1º ministro, é não só uma descarada demagogia, como um autêntico  fratricídio político.

No fundo, a pretensão de LM e de todos os órfãos políticos de PPC, é assegurar os seus lugares à mesa do orçamento. Aliás, este, é apenas mais um exemplo da luta pelo poder neste partido dito social-democrata. Se não,  atente-se: ao longo dos seus 44 anos de existência, o PSD já teve 37 congressos. De longe, o recordista destes supremos eventos partidários.

Outro exemplo, seria o que faria LM ou mesmo Rui Rio, como principais responsáveis de qualquer futuro governo deste país. Fariam o mesmo que fizeram os anteriores 11 governos laranja. Fariam-no regredir  como sempre  fizeram.

Felizmente que nem Montenegro nem Rio, serão quem vai liderar o próximo Governo. Depois, já não temos tanta certeza. Mas, a que temos, é  que um dia, nem estes dois nem o rosa que com eles alterna, com ou sem CDS, o farão. Apesar dos meios que dispõem para ludibriar o povo, as injustiças que geram, serão o catalisador da luta que gerará a inevitável mudança.