22 Julho 2024, Segunda-feira

- PUB -
Diocese vive “momento único” após D. Fernando Paiva ser ordenado Bispo de Beja

Diocese vive “momento único” após D. Fernando Paiva ser ordenado Bispo de Beja

Diocese vive “momento único” após D. Fernando Paiva ser ordenado Bispo de Beja

Foi neste domingo que, pela primeira vez, um padre oriundo da diocese setubalense foi chamado ao episcopado

Neste domingo a Diocese de Setúbal viveu um “momento único”, uma vez que D. Fernando Paiva foi  ordenado bispo, para a Diocese de Beja, tornando-se no primeiro padre oriundo da diocese setubalense a ser chamado ao episcopado.

- PUB -

No entender do Bispo de Setúbal, a ordenação episcopal do primeiro padre oriundo da diocese é “um momento único”, sobretudo quando assinala 50 anos de história. Em declarações à Agência ECCLESIA, Américo Aguiar refere que é “muito importante” que, nos 50 anos da Diocese de Setúbal, se esteja a viver um “momento único e muito importante que nunca foi vivido”, referindo ao facto de um padre do presbitério de Setúbal ser chamado ao episcopado.

Foi após a Missa de ordenação episcopal e tomada de posse de D. Fernando Paiva como bispo de Beja que o Cardeal lembrou que “não podia haver momento mais bonito, mais feliz e mais alegre para a Diocese de Setúbal do que dar um padre a outra diocese para ele ser o pastor dessa diocese”.

Ao mesmo meio o cardeal Américo Aguiar referiu que o novo bispo de Beja é “um dos melhores sacerdotes do presbitério de Setúbal”. “Tem lá mais, tem lá 50, mas ficamos felizes e contentes por esta partilha porque é daqueles que menos têm que podemos esperar as melhores partilhas”, afirmou.

- PUB -

Já o anterior bispo de Setúbal, D. José Ornelas, que actualmente ocupa o lugar de presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), quando questionado pela Agência ECCLESIA, recordou a proximidade ao actual bispo de Beja, referindo que a missão que lhe é confiada é “um desafio”. “Ser bispo hoje não é um prémio, é um desafio que se assume em nome da Igreja”, sublinhou.

No entender do presidente da CEP, esta nomeação episcopal não se insere numa “carreira que se faz”, mas corresponde antes a “um serviço” que cada bispo é chamado a exercer, lembrando que “até parece que alguns não têm confiança para o assumir”.

Para D. José Ornelas “não é fácil”, apontando para a construção de uma Conferência Episcopal que “não tem de ser unânime em tudo”, mas que se manifesta unida nos valores e no serviço a prestar à Igreja.

- PUB -

Neste domingo foi a vez de D. Fernando Paiva ser ordenado Bispo de Beja, ficando marcado para dia 21 de Julho as ordenações , como bispos auxiliares de Lisboa, D. Alexandre Palma e D. Nuno Isidro, uma cerimónia que terá lugar no Mosteiro dos Jerónimos.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -