19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Conheça a Figura do Ano de 2022 na região de Setúbal

Conheça a Figura do Ano de 2022 na região de Setúbal

Conheça a Figura do Ano de 2022 na região de Setúbal

Veja aqui o principal obreiro da criação da nova Nomenclatura de Unidade Territorial para fins Estatísticos (NUTS) para a Península de Setúbal

 

Aos 56 anos, Nuno Maia Silva conquistou um lugar na história económica e social recente da região. Enquanto director-geral da Associação da Indústria da Península de Setúbal (AISET) foi o principal obreiro da criação da nova Nomenclatura de Unidade Territorial para fins Estatísticos (NUTS, no acrónimo em inglês) para a Península de Setúbal.

- PUB -

O trabalho de formiguinha começou há mais de cinco anos, quando ainda poucos tinham noção da situação de discriminação a que a região estava sujeita, no acesso aos fundos comunitários, e ainda menos acreditavam ser possível alterar o estado das coisas. Quando a AISET, que junta a generalidade das grandes e emblemáticas empresas da península, como a The Navigator Company, a Lisnave, a Hovionne ou a Secil, assumiu esta causa, Nuno Maia, o “operacional” da associação, transformou-a numa bandeira.

Primeiro criou uma estratégia, de envolvimento de outros grupos e de sustentação das razões que assistem à reivindicação, que ganhou corpo com a criação da Plataforma para o Desenvolvimento da Península de Setúbal, que juntou a AISET à Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal (ACISTDS), Cáritas Diocesana de Setúbal, e ao Movimento Pensar Setúbal (MPS). A plataforma realiza um estudo, que compara a situação económica das duas margens do Tejo (coordenado na parte económica por Carlos Martins e na parte jurídica, pela advogada e antiga autarca do Montijo, Maria Amélia Antunes) e, em Julho de 2018, a plataforma apresenta os números que o País não poderia mais continuar a ignorar.

Segundo os dados desse estudo, a Península de Setúbal, com um PIB per capita de apenas 55% da média comunitária, estava a divergir fortemente da Europa, e era já a quarta região mais pobre de Portugal, apenas melhor do que as regiões do Alto Tâmega, Tâmega e Sousa, e Beiras e Serra da Estrela. Os números foram mostrados de todas as formas, tanto em público como em privado, com Nuno Maia a desdobrar-se em contactos com todos os que podia, da Assembleia da República ao governo, passando pelos órgãos da União Europeia. Outros importantes agentes da região, com destaque para a Associação de Municípios da Região de Setúbal (AMRS) – através de Rui Garcia e Sofia Martins (CDU) – a maioria dos autarcas e vários deputados eleitos pelo círculo de Setúbal, engrossaram a causa.

- PUB -

A bandeira subiu tão alto que António Costa finalmente convenceu-se – muito também por pressão dos deputados do PS eleitos por Setúbal, com destaque para Eurídice Pereira – que teria de corrigir esta injustiça. Nuno Maia, Licenciado em Relações Internacionais, é director de Comunicação Institucional da Secil. Já foi director do Cartão Jovem na Movijovem, responsável de Comunicação e Imagem da Engil SGPS e director-geral da Aximaxe, empresa de sondagens. Agora é também o rosto de uma das maiores causas da região.

 

Conheça AQUI as figuras e os factos do ano de 2022 nas restantes categorias

- PUB -

As figuras do ano no distrito de Setúbal – na região e em cada um dos concelhos, incluindo Odemira, por fazer parte do Litoral Alentejano – são uma escolha da redacção do jornal O SETUBALENSE.

O jornal publica todos os anos, ao início do ano, uma edição especial sobre as figuras e os factos que marcaram o ano anterior. Este ano esta edição foi publicada, em papel, no dia 27 de Fevereiro de 2022. Se não conseguiu obter o seu exemplar contacte o jornal pelo telefone 265094354.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -