3 Fevereiro 2023, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalProjecto “Portugal bem temperado” apresenta “lado original, irreverente e versátil” dos produtos...

Projecto “Portugal bem temperado” apresenta “lado original, irreverente e versátil” dos produtos da região

A série de cinco episódios, entre “locais icónicos e produtos de excelência”, dá a conhecer a região de Setúbal a nível turístico e gastronómico, com o chef Mauro Loureiro.

A soma de todas as suas experiências gastronómicas foi o ingrediente-chave e o ponto de partida para o chef Mauro Loureiro criar o projecto “Portugal bem temperado”, uma série de cinco episódios onde os produtos da região de Setúbal são reis e servem de mote à preparação de receitas de cariz tradicional. 

- PUB -

Do Forte de Albarquel à Serra da Arrábida, passando pelo Moinho de Maré da Mourisca, “os lugares e ambientes seleccionados para a sua confecção compõem a história, ilustram as suas origens e dão palco aos produtores da região, cheia de cor e de sabor”.

Sobre como surge a ideia para este projecto, o chef Mauro Loureiro, que tem desde sempre “uma grande paixão pela cozinha”, começa por contar que “ao tentar perceber por que motivo um vídeo que fiz para a marca ‘Setúbal, terra de peixe’, no Mercado do Livramento, para promover a Semana da Sardinha, atinge as 40 mil visualizações, concluí que o sucesso do vídeo talvez resultasse do facto de estar num lugar icónico da cidade, a utilizar produtos típicos e também a promover a gastronomia da região”. Assim surge a ideia para o “Portugal bem temperado”, onde o chef de cozinha na NX Academy e na NX Hotelaria e formador na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal consegue “aliar tudo o que tenho feito nos últimos anos: a promoção do território, dos produtos e da nossa oferta, a promoção do destino turístico, ao filmar em sítios icónicos, e também da região vinícola da Península de Setúbal”.

Em contacto com a Fillma, produtora de Setúbal, “depois de muito brainstorming”, decidiram avançar e contactar os actuais parceiros do projecto: o município de Setúbal, a Costa Verde, a Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal e a Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal. “Todos aceitaram de imediato e consideraram um formato muito bem conseguido. Esse apoio foi preponderante para conseguirmos avançar. Filmámos os nossos episódios em locais em que os setubalenses fiquem orgulhosos de ver aquelas imagens, em que quem já visitou Setúbal fique nostálgico e queira voltar e em que quem não conheça Setúbal fique com curiosidade para conhecer”, diz.

- PUB -

Em cada um dos episódios a ideia passa por “apresentar propostas diferentes dos produtos da região, elaborados de forma original, mostrando essa versatilidade que a região pode ter. Setúbal é um ponto de referência para apresentar os pratos ex-libris da cidade, como por exemplo a caldeirada, o choco ou os salmonetes. Este ‘Portugal bem temperado’ quer mostrar um lado original, irreverente, versátil dos próprios produtos, complementar a proposta existente”. Tendo “locais incríveis, com produtos da região confeccionados de forma original” como mote, estas receitas apresentam “no fundo pratos originais, uma maneira diferente de ver a gastronomia usual na região, propostas simples de elaborar mas bastante inusitadas na apresentação, com uma roupagem mais actual”.

 

Em cada episódio foi estabelecida ligação “entre o sítio e os ingredientes usados” e até ao momento de cinco episódios foram publicados três. No primeiro, Mauro Loureira confecciona uma sopa de ostras, no Moinho de Maré da Mourisca, enquanto no segundo, no miradouro da Serra da Arrábida, apresenta um salmonete com milhos fritos e creme de queijo de Azeitão. O terceiro, no Forte de Albarquel, ensina a fazer um tagliatelli de choco. “Os episódios têm estado a sair quinzenalmente e o feedback dos parceiros e da população em geral tem sido bastante positivo”, partilha o chef, formado em gestão e produção de cozinha, na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, e mestre em Ciências Gastronómicas, pela Universidade Nova de Lisboa, no qual realizou a sua tese sobre produtos autóctones e a biodiversidade da floresta sub-aquática existente na Península de Setúbal.

- PUB -

 

“Setúbal é por excelência um destino turístico no qual apostar”

Na hora de fazer um retrato de Setúbal, o chef Mauro Loureiro, natural de Fão, Esposende, considera que “a cidade não perde o seu encanto, mesmo estando tão perto da capital. Tendo esta oferta, de uma cidade cosmopolita como Lisboa, tão próxima, continua autêntica, com o seu espírito de cidade pitoresca, onde a arte da pesca está muito presente e isso encanta. A mim encantou-me de imediato, com todas as suas vicissitudes e particularidades. Quando vim viver para Setúbal apaixonei-me automaticamente pela cidade”.

Nas suas palavras, “é uma cidade com uma qualidade de vida incrível e com muito para oferecer, onde também o trabalho desenvolvido pelo município tem sido incrível. A cidade cresceu imenso, todos em Setúbal sentimos isso. Sou mesmo apaixonado por Setúbal”.

Numa perspectiva de futuro, “penso que a cidade vai crescer cada vez mais. A nível de turismo, Lisboa não consegue aumentar mais camas e penso que o próximo passo é continuar a apostar na Grande Lisboa e Setúbal é por excelência um destino turístico, por isso é com certeza um destino no qual apostar neste sentido, com toda a sua diversidade e beleza natural. Quem chega vê toda esta diversidade e fica sem palavras”.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado

O sangue e o oxigénio dos Tribunais

Ninguém duvida que os oficiais de justiça são essenciais para a Administração da Justiça.
- PUB -