6 Outubro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSeixalVem aí mais uma edição do Toca e Foge para as bandas...

Vem aí mais uma edição do Toca e Foge para as bandas do distrito de Setúbal

A iniciativa que pretende incentivar novos projectos musicais de jovens vai decorrer nos meses de Outubro, Novembro e Dezembro no concelho do Seixal

 

- PUB -

O concelho do Seixal vai receber mais uma edição do Toca e Foge – Música no Património, o evento que visa promover e incentivar novos projectos musicais juvenis.

As inscrições encontram-se abertas para os jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 30 anos, provenientes do distrito de Setúbal, que queiram participar.

A iniciativa do Gabinete de Juventude da Câmara Municipal do Seixal vai decorrer mensalmente através de um conjunto de actuações ao vivo, que se vão realizar em vários equipamentos do concelho do Seixal.

- PUB -

As sessões serão transmitidas em directo no canal do município do YouTube nos dias 29 de Outubro, 26 de Novembro e 17 de Dezembro, em locais a anunciar.

Segundo explica o presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos, “a ideia é integrar estes concertos no programa anual de espectáculos da autarquia, incentivando simultaneamente o aparecimento de novos projectos musicais, mediante os estímulos que conseguimos dar aos jovens moradores no concelho do Seixal e em todo o distrito de Setúbal”.

A primeira edição do projecto surgiu em 2017, com o nome ‘Espaço 58’ e, até à última edição, realizada em 2020, deu voz a mais de 20 bandas de música.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Primeira pedra de construção de empreendimento à beira-rio lançada no município do Barreiro

Novo espaço habitacional pretende atrair famílias locais e jovens a um preço razoável   O lançamento da primeira pedra de construção do novo empreendimento que vai nascer...

Colisão contra portagens na A2 em Coina causa vítima mortal

Viatura bateu contra os pórticos das portagens e acabou por se incendiar

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima
- PUB -