25 Janeiro 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalAlmadaHospital Garcia de Orta encaminha grávidas para outros hospitais

Hospital Garcia de Orta encaminha grávidas para outros hospitais

O Hospital Garcia de Orta (HGO) admitiu que algumas mulheres grávidas foram na segunda-feira encaminhadas para outras unidades hospitalares devido à falta de médicos na urgência de obstetrícia.

Confrontado com o facto de algumas mulheres grávidas não terem sido atendidas no serviço de urgência de obstetrícia, o Hospital Garcia de Orta confirmou a informação e reconheceu que foi necessário activar o plano de contingência devido à falta de médicos da especialidade.

- PUB -

“O Hospital Garcia de Orta esclarece que o serviço de urgência de obstetrícia e ginecologia deste hospital, por questões de segurança, accionou o plano de contingência durante o período entre 08:30 e as 20:30, em articulação com outros hospitais da Península de Setúbal e da área de Lisboa, conforme norma do Serviço Nacional de Saúde”, refere uma nota de imprensa do Hospital.

O Plano de Contingência “foi accionado como forma de precaução, para assegurar a segurança das parturientes, em caso de eventual necessidade de transferência para outra unidade hospitalar”, acrescenta o documento.

Segundo o Hospital Garcia de Orta, após triagem, os casos emergentes são atendidos naquele hospital, mediante os recursos disponíveis, e os restantes aguardam por outro tipo de atendimento ou são encaminhados para outros hospitais.

- PUB -

O Hospital Garcia de Orta refere ainda que a dificuldade de contratação de médicos da especialidade não é exclusiva daquela unidade hospitalar e que constitui um problema a nível nacional, mas alega que tem tentado recrutar mais profissionais de diversas formas e prevê que o problema esteja resolvido a “breve prazo”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Duas das crianças feridas em acidente rodoviário em Palmela em estado grave

O sinistro envolveu três veículos ligeiros e obrigou ao corte de trânsito na EN 5 por mais de três horas

Morreu uma das crianças feridas em colisão automóvel no concelho de Palmela 

Menino tinha cinco anos e havia sido transportado no helicóptero do INEM para o Hospital de Santa Maria. Ontem acabou por não resistir aos ferimentos

MP acusa médico do Centro Hospitalar de Setúbal de homicídio por negligência em caso de morte de bebé num parto

Os factos ocorreram no dia 06 de Fevereiro de 2018, nos serviços de urgência de obstetrícia e estão relacionados com o parto de um feto morto
- PUB -