16 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioDossiêNUTS Península de SetúbalA realidade nua e crua dos números ultrapassa o que a Cáritas...

A realidade nua e crua dos números ultrapassa o que a Cáritas já conhecia *

O estudo feito mostra uma realidade que vai para além da sensibilidade que existe dentro da Cáritas Diocesana, que dispõe de termómetros dentro das paróquias, nos grupos paroquiais de acção social, que vão mitigando as dificuldades, que são muitas, na área da diocese.

- PUB -

Confrontado com a realidade crua e nua dos números, verifiquei que há um potencial que temos que trabalhar, porque sem desenvolvimento económico não pode haver criação de emprego e, consequentemente, melhoria da condição de vida das pessoas.

Domingos Sousa – Presidente da Cáritas
Diocesana de Setúbal

A Cáritas Diocesana empenhar-se-á, dentro das suas possibilidades, para que este movimento vá em frente e produza, para o bem das pessoas, as alterações que são desejadas por todos nós para a Península de Setúbal.

NOTA. A Cáritas Diocesana de Setúbal, fundada a 01 de Novembro de 1966 pelo bispo D. Manuel Martins, é uma instituição oficial da Diocese de Setúbal da Igreja, faz parte da rede nacional da Cáritas Portuguesa e é a segunda maior Cáritas diocesana do país, depois da de Coimbra. Desenvolve actividade social nos concelhos de Setúbal e Palmela e, actualmente, emprega 150 pessoas e apoia 1.200 utentes.

*Declaração proferida na apresentação pública do estudo ‘NUTS Península de Setúbal: Caminho para o desenvolvimento’, a 12/07/2018, em Setúbal. Titulo feito pelo DIÁRIO DA REGIÃO.
- PUB -

 

VOLTAR AO DOSSIÊ

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -