29 Janeiro 2022, Sábado
- PUB -
InícioSTVCharroco 'sobrevive' entre pescadores e setubalenses na restauração

Charroco ‘sobrevive’ entre pescadores e setubalenses na restauração

Hoje já não são tantos os que falam à charroco. Os que mantêm o dialeto vivo trabalham na lota, na pesca ou na restauração dos bairros mais antigos de Setúbal.

- PUB -

Fenómeno pode ser explicado por duas razões: quer pela longa relação entre Setúbal e a Holanda, derivado do comércio do sal, quer devido à implementação das conservas de peixe na cidade a partir da viragem do século XIX para o século XX.

Comentários

André Rosa
Jornalista
- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Homem mata mulher a tiro de caçadeira e suicida-se em Azeitão

Crime ocorreu hoje, pelas 11 horas, nas vinhas da herdade do Hotel Club D'Azeitão, unidade hoteleira onde o casal trabalhava como caseiro
- PUB -