13 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioSTVCharroco 'sobrevive' entre pescadores e setubalenses na restauração

Charroco ‘sobrevive’ entre pescadores e setubalenses na restauração

Hoje já não são tantos os que falam à charroco. Os que mantêm o dialeto vivo trabalham na lota, na pesca ou na restauração dos bairros mais antigos de Setúbal.

- PUB -

Fenómeno pode ser explicado por duas razões: quer pela longa relação entre Setúbal e a Holanda, derivado do comércio do sal, quer devido à implementação das conservas de peixe na cidade a partir da viragem do século XIX para o século XX.

Comentários

André Rosa
Jornalista
- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -