9 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Risco de colapso obriga a concurso urgente para obras em troço da Rua S. Sebastião

Risco de colapso obriga a concurso urgente para obras em troço da Rua S. Sebastião

Risco de colapso obriga a concurso urgente para obras em troço da Rua S. Sebastião

Procedimento deve ser lançado na próxima segunda-feira. Preço-base é de 278 mil euros e o prazo de execução de 150 dias

 

A Câmara Municipal da Moita vai abrir um concurso público urgente para a repavimentação de um troço da Rua de S. Sebastião e remodelação do respectivo colector pluvial. O procedimento concursal, que foi aprovado por unanimidade pelo executivo na reunião privada do passado dia 13 e que apresenta o preço-base de 278.409,95€ (incluindo IVA) e um prazo de 150 dias para execução da obra, “será, em princípio, lançado na próxima segunda-feira”, disse Carlos Albino a O SETUBALENSE.

O risco iminente de colapso daquele troço da via – compreendido entre a Rua dos Marítimos e o Cais da Moita –, que obriga ao condicionamento da circulação no local, levou a autarquia a avançar com um concurso urgente, já que, de acordo com uma avaliação que o município solicitou ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), o colector pluvial ali existente padece de uma degradação estrutural considerada muito grave, tendo inclusivamente estado na origem de abatimentos do piso. O ultimo dos quais ocorrido neste mês e resultante de um agravamento da situação.

“Quando houve a primeira rotura, rapidamente tapámos o buraco que abriu na via. Entretanto, voltou a repetir-se a situação, o que nos deixou algumas dúvidas e decidimos então contratar os serviços do LNEC para uma avaliação mais rigorosa. Foi quando se verificou que cerca de 80% do colector está em risco de colapso”, lembrou o presidente da autarquia.

“Havia um projecto de repavimentações para esta rua, quando chegámos [à Câmara]. Adiámos esse projecto, por termos em mente uma intervenção de fundo nessa via. Não estavam planeadas intervenções nas infra-estruturas no subsolo. Tivemos esse cuidado, porque era visível a olho nu o abatimento da via e até já havia conhecimento de alguns problemas na drenagem das águas pluviais”, adiantou o autarca. “Estávamos a fazer um projecto para intervencionar toda a rua, que neste momento já está desenvolvido, só que fomos confrontados com o facto de haver um troço da via que não pode esperar, daí a abertura de um concurso público urgente”, salientou.

A intervenção neste troço prevê “a substituição de 80 metros de colector com 1,75 metros de diâmetro, actualmente em betão pré-fabricado, por tubagem em Poliéster Reforçado com Fibra de Vidro, a repavimentação e reperfilamento da via”, lê-se na proposta aprovada pelo executivo.

Segundo Carlos Albino, logo após a conclusão da intervenção neste troço, o município irá arrancar com a segunda fase da empreitada, referente à restante parte da via.

Esquema da intervenção total para a Rua S. Sebastião

No total, a operação deverá ascender “a cerca de 400 mil euros”, englobando ainda “a ampliação de passeios e rebaixamento dos mesmos junto às zonas de passadeiras, a criação de lugares de estacionamento e de uma uma rotunda de geometria oval”, concluiu o líder do executivo.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -