29 Junho 2024, Sábado

- PUB -
Psicóloga Ana Farinha ‘descomplica’ problemas do dia-a-dia com acompanhamento clínico online

Psicóloga Ana Farinha ‘descomplica’ problemas do dia-a-dia com acompanhamento clínico online

Psicóloga Ana Farinha ‘descomplica’ problemas do dia-a-dia com acompanhamento clínico online

Projecto nasceu em tempo de pandemia para ajudar população a ter mais qualidade de vida, bem-estar e, acima de tudo, a ser feliz

 

Com a pandemia chegaram também diversas alterações a nível da saúde mental, situação que a psicóloga Ana Farinha pretende solucionar, através do seu novo projecto “Descomplicar”. Guardado há muito tempo ‘numa gaveta’, a profissional viu no último ano a altura ideal para lançar o serviço, uma vez que a população começou a demonstrar emoções negativas, causadas pelos tempos atípicos que se fizeram sentir.

- PUB -

Depois de outros caminhos profissionais, como “orientação escolar, profissional, violência doméstica ou uma área mais social”, decidiu aventurar-se no aconselhamento psicológico, por sentir que cabe aos psicólogos “começar a desmistificar a questão da psicologia”, esclareceu Ana Farinha a O SETUBALENSE.

Com consultas online, o também reconhecido como ‘counseling’, pretende “ajudar as pessoas a encontrar uma solução para os problemas do dia-a-dia e apoiar na tomada de decisões importantes”, uma vez que as emoções podem fazer com que os contratempos pareçam maiores do que realmente são.

Ana Farinha explica que “a maioria das pessoas associa a psicologia à psicoterapia e esquece-se que a sua área de intervenção é muito mais abrangente e pode ajudar a dar um passo importante em direcção ao bem-estar pessoal”.

- PUB -

No fundo, a psicóloga pretende que a sociedade tenha “mais qualidade de vida, bem-estar e, acima de tudo, que seja feliz”. “Tendo em conta as circunstâncias que vivemos e que mexeu tanto com as pessoas, a vários níveis, é fundamental que se encontrem estratégias inovadoras para ultrapassar este momento e que ajudem a simplificar a vida, os relacionamentos e os problemas”. Através deste pensamento nasceu o “Descomplicar”.

O acompanhamento feito através deste serviço tem, esclareceu, “por base a psicologia positiva, focando-se nas emoções positivas para ajudar a resolver problemas do dia-a-dia, sejam individuais, pedagógicos, familiares ou parentais”.

O que difere o projecto de tantos outros “é a possibilidade do acompanhamento ser realizado através de videoconferência por WhatsApp, Skype ou FaceTime, ou simplesmente por telefone”. “A maior vantagem desta metodologia é [a pessoa] não precisar de se deslocar ou sair de casa para obter ajuda. Escolhe o momento mais conveniente, sem deslocação a um consultório, ultrapassando distâncias e evitando dificuldades relacionadas com horários”, revela.

- PUB -

Já o número de consultas “é diferente de pessoa para pessoa, consoante a situação que apresente”. “Normalmente em cinco ou seis sessões, ou até menos, o problema fica resolvido, sendo que depois existe um acompanhamento para se verificar se a situação ficou efectivamente resolvida”.

O feedback “tem sido positivo”, também porque “as pessoas estão a começar a perceber que a psicologia tem outras áreas que ajudam a sua saúde mental”. Da sua experiência, sabe que “o caminho para melhorar a qualidade de vida”, passa por “reconhecer e mudar padrões comportamentais ineficazes, para tomar decisões que mudam a vida de cada um, e optimizar as potencialidades, ajudando a alcançar objectivos, tais como o crescimento pessoal e o sucesso”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -