19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Miradouro do Cabeço do Melão inaugurado neste domingo de aniversário da Quinta do Conde

Miradouro do Cabeço do Melão inaugurado neste domingo de aniversário da Quinta do Conde

Miradouro do Cabeço do Melão inaugurado neste domingo de aniversário da Quinta do Conde

A freguesia ganha este fim de semana um novo espaço de lazer e contemplação

 

A Quinta do Conde está a comemorar os seus 25 anos enquanto vila, 35 de freguesia e 50 de existência enquanto povoado. No final de 1993, a elevação da Quinta do Conde à categoria de vila entrou na agenda política mas só a 30 de Agosto de 1995 foi publicada a lei que lhe daria o estatuto de vila, atingido cinco dias depois, a 4 de Setembro de 1995.
Volvidos 25 anos, neste 30 de Agosto, para assinalar as três datas comemorativas da vida da Quinta do Conde, será inaugurado o Miradouro do Cabeço de Melão. O espaço, que nas palavras de Vítor Antunes, presidente da junta freguesia, será “um símbolo e um sítio de lazer para os quintacondenses a partir do qual podem contemplar a Serra da Arrábida”, recebe, a partir das 11h00 de domingo, uma cerimónia que contará com a presença de autarcas, dirigentes locais e do pároco da freguesia.

- PUB -

“Presente na inauguração, em que iremos descerrar uma placa onde constam as três datas marcantes, estará também o autor do projecto, o arquitecto Paulo Campos, que fará a sua intervenção e partilhará a sua experiência”, conta Vítor Antunes a O SETUBALENSE.

As comemorações seguem em Outubro, uma vez que a freguesia quintacondense existe oficialmente desde 9 de Outubro de 1985, mas este ano com as devidas restrições, face ao período de pandemia que vivemos. “Pretendemos assinalar a data do aniversário da freguesia a 9 de Outubro, condecorar algumas individualidades mas não vamos fazer um grande evento já tem acontecido”, refere o presidente da freguesia. “Ainda não decidimos se realizamos o evento no nosso salão, ou se vamos para um espaço mais generoso, mas onde quer que seja estaremos sempre condicionados pelo limite de pessoas a envolver”, remata.

 

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -