23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Autoeuropa volta a laborar a cem por cento no próximo dia 23 e quer produzir 934 carros por dia

Autoeuropa volta a laborar a cem por cento no próximo dia 23 e quer produzir 934 carros por dia

Autoeuropa volta a laborar a cem por cento no próximo dia 23 e quer produzir 934 carros por dia

Cerca de uma centena de trabalhadores temporários da empresa deverão regressar de imediato ao trabalho, mas é incerto o futuro da grande maioria dos outros 325

O regresso da produção a cem por cento na Autoeuropa, ou seja à normalidade, está agendado para o próximo dia 23. E a empresa tem já uma meta definida: produzir 934 carros por dia a partir de 6 de Novembro, revelou hoje a Comissão de Trabalhadores (CT).
Em comunicado, a CT afirma que o aumento de produção para 934 veículos implica um “incremento de 32 trabalhadores nos quatro turnos na área da montagem, com abertura de várias estações” e adianta que já “exigiu à empresa que esses trabalhadores fossem contratados directamente pela Autoeuropa”.
A CT promete ainda estar atenta às cargas de trabalho nas linhas de montagem da fábrica da Volkswagen em Palmela.
Com a retoma da produção normal no dia 23 de Outubro, termina também o regime de `lay-off´ que estava a ser aplicado na Autoeuropa desde o passado dia 11 de Setembro, data em que a empresa foi obrigada a suspender a produção devido à falta de uma peça produzida numa fábrica da Eslovénia, que foi fortemente afectada pelas cheias que ocorreram naquele país no passado mês de agosto.
O regime de `lay-off´ prevê uma quebra de rendimentos para os trabalhadores que pode ir até 33% do salário, mas, graças ao acordo entretanto celebrado entre a administração e a CT, os cerca de cinco mil trabalhadores da Autoeuropa tiveram uma quebra de rendimentos muito inferior, de apenas 5%.
Na comunicação interna, a CT indica também que solicitou à empresa que os descontos do ´lay-off´ fossem apenas efectuados no mês de Novembro, no sentido de os trabalhadores sentirem menos o impacto financeiro, mas que ainda não obteve resposta.
Inicialmente a Autoeuropa previa retomar a actividade em 12 de Novembro, mas a Volkswagen garantiu, entretanto, o fornecimento da peça em falta junto de um fornecedor espanhol e de outro chinês, o que lhe permitiu antecipar a laboração, ainda que parcialmente, no passado dia 2 de Outubro.
A paragem de produção na fábrica da Volkswagen em Palmela afectou também milhares de trabalhadores de empresas fornecedoras, incluindo os trabalhadores de cerca de duas dezenas de empresas instaladas no Parque Industrial da Autoeuropa, algumas totalmente dependentes da produção da fábrica da Volkswagen.
Com a retoma da produção normal na Autoeuropa, cerca de uma centena de trabalhadores temporários da empresa deverão regressar de imediato ao trabalho, mas é incerto o futuro da grande maioria dos outros 325 trabalhadores temporários de diversas empresas do parque industrial, não se sabendo ainda se todos eles irão regressar ao trabalho.
Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -