3 Fevereiro 2023, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalPercurso de Carlos Cardoso dedicado à cidade sadina e ao Vitória FC...

Percurso de Carlos Cardoso dedicado à cidade sadina e ao Vitória FC eternizado em livro

Autor José Luís Cruz avançou com a obra por considerar que o antigo jogador “é a maior figura dos 112 anos” do clube

 

- PUB -

Conhecido por muitos como o “bombeiro de serviço”, o setubalense Carlos Cardoso dedicou a sua vida à cidade e ao Vitória Futebol Clube e é essa a história que se encontra agora eternizada no livro apresentado no sábado no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Ao longo de 136 páginas, “A Biografia de Carlos Cardoso – Um Homem do Futebol, do Vitória e de Setúbal”, da autoria de José Luís Tavares da Cruz, conta o percurso, tanto a nível pessoal como profissional, da antiga glória do Vitória FC, actualmente com 77 anos.

Na apresentação, foi o presidente da Câmara de Setúbal, André Martins, quem deu o ‘pontapé de saída’, afirmando que o livro “vem enriquecer o já largo espólio bibliográfico sadino”, ao descrever a vida de um homem que, “com a sua paixão pelo Vitória [e por Setúbal], honra, como poucos, a cidade, fazendo já parte da história setubalense”.

- PUB -

Antes, lembrou o epíteto de “bombeiro”, aplicado a Carlos Cardoso para descrever as várias ocasiões em que foi chamado para ajudar o clube. “Foram tantas as vezes que veio apagar fogos nascentes no Vitória depois de desaires e chicotadas psicológicas. E foi competente nessa missão metafórica, de ser soldado da paz. Competente ao ponto de evitar descidas de divisão e de recuperar o ânimo de equipas entristecidas”, salientou.

Já o homenageado, perante uma sala cheia de membros da família vitoriana, entre dirigentes e antigos colegas de equipa, alguns dos quais contribuíram com o seu testemunho para a obra, disse estar emocionado.

“Tenho-os a todos num cantinho do meu coração. Ver aqui antigos colegas, directores e todas estas pessoas dá-me vontade de chorar”, descreveu o antigo capitão do Vitória FC, explicando que a biografia foi lançada por considerar que “podia fazer mais qualquer coisa do que andava a fazer”.

- PUB -

“Não ficou nada por dizer. Está tudo dito e sinto-me muito emocionado”, disse Carlos Cardoso, citado em nota da autarquia. Em seguida, a ‘bola foi passada’ a Francisco Alves Rito, director d’O SETUBALENSE, que, na sua apresentação, frisou que a obra não se centra apenas em assuntos futebolísticos.

“É intenso, com muitos pormenores e histórias. Apresenta Carlos Cardoso enquanto homem e homem de futebol ligado, sobretudo, ao Vitória FC. Descreve-o como setubalense e apresenta Setúbal, numa visão cosmopolita nos anos 50 e seguintes”.

O autor da biografia, José Luís Tavares da Cruz, por sua vez, descreveu o que o levou a avançar com o projecto, publicado pela Meridiano, visto que o livro “não foi uma encomenda”.

“Fi-lo porque acho que Carlos Cardoso é a maior figura dos 112 anos de história do Vitória FC enquanto profissional de futebol. Aliás, acho que é um caso único. Numa mesma época foi jogador futebol, capitão de equipa e treinador”, salientou.

Além disso, fez questão de apresentar dados estatísticos para fundamentar a sua opinião. “Esteve 34 anos ao serviço do clube. Foram 937 jogos pelo Vitória. Esteve em 88% dos desafios europeus – ou seja, em 70 jogos – e em 70% das finais da Taça de Portugal”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado

O sangue e o oxigénio dos Tribunais

Ninguém duvida que os oficiais de justiça são essenciais para a Administração da Justiça.
- PUB -