4 Dezembro 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalSetúbalProjecto ambiental para a Quinta do Conde conquista júri e recebe prémio...

Projecto ambiental para a Quinta do Conde conquista júri e recebe prémio de dez mil euros

Ideia da associação ANIME vence concurso promovido pela Coca-Cola Europacific Partners Portugal, em colaboração com O SETUBALENSE e a AMRS

 

- PUB -

O projecto “Há Vida na Quinta”, que tem como objectivo promover a biodiversidade na freguesia da Quinta do Conde, em Sesimbra, envolvendo a comunidade e as instituições locais, conquistou os três membros do júri e foi o grande vencedor da primeira edição do Prémio CCEP ‘Avançamos Setúbal’.

Atribuído através do concurso promovido pela Coca-Cola Europacific Partners Portugal, em colaboração com O SETUBALENSE e a Associação de Municípios da Região de Setúbal (AMRS), o cheque, no montante de dez mil euros, foi ontem entregue à ANIME – Projecto de Animação e Formação, associação responsável pela ideia vencedora.

Em cerimónia realizada na fábrica da Coca-Cola, em Azeitão, a gestora do projecto não conseguiu esconder a satisfação e disse estar “feliz” com o prémio. “Muito obrigada pela iniciativa, pelo processo simplificado e por terem valorizado a nossa candidatura no meio de tantas outras.

- PUB -

O montante vai permitir concretizar tudo o que tínhamos planeado para este ano e dar um grande potencial para o próximo ano”, disse Ana Cristina Duarte.

“Este é um projecto para toda a freguesia. Envolvemos as escolas, centros comunitários e universidade sénior. Temos contado com a participação da comunidade e isso faz-nos querer que as pessoas reconheçam o valor ecológico da Quinta do Conde, que pode ser melhorado para benefício da qualidade de vida”, adiantou.

Em seguida, a responsável recordou que o projecto “está no terreno desde Julho e pretende actuar sobre três eixos: a divulgação da biodiversidade e o impacto que essa biodiversidade tem para a população, potenciar a instalação de espécies auxiliares para a qualidade de vida da população e a introdução da flora no terreno para potenciar de forma menos artificial as espécies animais auxiliares”.

- PUB -

Já Paulo Pires, também membro da associação sediada na Quinta do Conde, explicou tratar-se de “um projecto que se situa numa freguesia com 30 mil habitantes, mas com grandes problemas de desertificação interior”.

“Para nós é uma grande responsabilidade, mas também um compromisso para toda a região”, sublinhou.

“Nesta primeira edição tivemos muitas e boas candidaturas”

Antes de anunciar o grande vencedor, Francisco Alves Rito, director d’O SETUBALENSE e membro do júri, afirmou que o projecto “tem imenso valor, é actual e a própria instrução da candidatura foi de excelente nível”.

Sobre o Prémio CCEP ‘Avançamos Setúbal’, relembrou que o mesmo “pretende divulgar o trabalho que é feito no Distrito de Setúbal pelas organizações não governamentais ligadas ao ambiente, à sustentabilidade e à promoção do bem-estar”.

“Nesta primeira edição tivemos muitas e, sobretudo, boas candidaturas. Escolhemos esta, mas podíamos ter escolhido outras porque há algumas de qualidade aproximada, o que nos deixa optimistas quanto à continuidade do projecto. Observamos com muito entusiasmo este refrescamento da própria CCEP, agora ainda mais activa e visível”, continuou.

Enquanto isso, Márcio Cruz, responsável de Relações Públicas e Comunicação da CCEP, disse ser “enaltecedor para a empresa poder apoiar organizações locais e ver o impacto que estes donativos têm na actividade destas instituições”.

“Para nós, isso é o que nos dá mais orgulho em ajudar estas entidades”, garantiu. O projecto “Há Vida na Quinta” foi, assim, o escolhido de entre várias candidaturas, algumas das quais também apresentaram grande qualidade.

São disso exemplo o projecto “Reciclar Traz Futuro”, que se centra na recolha de óleos alimentares usados, com destino à reciclagem, e a associação “Feel4Planet”, focada na protecção ambiental e dos recursos naturais.

Projecto vencedor com metas estabelecidas para três anos

Criada com o intuito de “promover a melhoria ambiental e a consequente qualidade de vida na Quinta do Conde”, o projecto “Há Vida na Quinta” estabeleceu como meta, a atingir até Julho de 2023, a “identificação e catalogação digital de representantes dos onze principais grupos taxonómicos de animais, plantas, líquenes e fungos”.

Além disso, a equipa, constituída por seis membros, está igualmente a trabalhar na “montagem de uma exposição com os registos mais significativos” e na “instalação de estruturas de suporte à nidificação de aves insectívoras e rapinas nocturnas e de morcegos”, tudo realizado em estreita ligação com a comunidade.

Entre outros planos, o horizonte para os próximos três anos passa pela conservação e instalação das espécies autóctones e potenciar o controlo da disseminação das espécies exóticas e invasoras”.

Em simultâneo, o objectivo passa também por sensibilizar a comunidade para a importância da conservação do meio natural da freguesia” e “desenvolver um conjunto de estratégias piloto para a promoção da qualidade ambiental”.

Além do Instituto Português do Desporto e Juventude, o projecto tem como parceiros a Câmara Municipal de Sesimbra, a Junta de Freguesia da Quinta do Conde e o Centro comunitário da Quinta do Conde (e Eco-grupo TrEVo).

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Demolição de edifício obriga a encerrar troço da Estrada de Palmela

Operação na via pública acontece no troço compreendido entre a Praça Tratado de Roma e o acesso rodoviário ao estabelecimento de restauração McDonald’s.
- PUB -