8 Dezembro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalSeixalTrabalhadores da Transtejo em ciclo de greve de três horas por cada...

Trabalhadores da Transtejo em ciclo de greve de três horas por cada turno

O sindicato diz que o Governo e Transtejo estão intransigentes para negociar. A empresa diz estar de portas-abertas

- PUB -

A ligação fluvial entre o Seixal e o Cais de Sodré, Lisboa, vai sofrer interrupções entre os próximos dias 10 e 14. Esta é a forma de protesto da greve de três horas por cada turno, que foi decidida no plenário de trabalhadores que se realizou a 22 de Setembro, onde estiveram as organizações sindicais representativas dos trabalhadores da Transtejo.

“Os trabalhadores reivindicam a valorização dos salários, que tenham em conta o aumento brutal do custo de vida, que significa uma redução real do poder de compra e exigem medidas concretas para que a Transtejo seja dotada de todos os meios para a melhoria da prestação do serviço público prestado”, sublinha a Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans).

Entretanto, em resposta à Lusa, a empresa confirmou que a greve será nestes períodos e também a todo o trabalho suplementar entre as 00h00 de10 de Outubro e as 24h00 de 14 de Outubro.

- PUB -

“Apesar de ainda não ter sido possível alcançar consenso, as partes mantêm-se disponíveis para dialogar e empenhadas em encontrar soluções que permitam alcançar o desejado acordo com os sindicatos”, acrescentou a empresa.

Da parte da Fectrans, diz Carlos Costa que a expectativa dos trabalhadores e do sindicato “é conseguir o reinício das negociações com o Governo e com a administração”. Afirma ainda que “mantém-se a intransigência governamental e do conselho de administração nos 0,9% [percentagem de aumento aceite] e não passa disso. A inflação já vai à volta dos 8% e, por isso, a proposta de 0,9% é irrelevante para o poder de compra actual”, argumentou.

A greve vai afectar também as ligações fluviais de Cacilhas, Trafaria-Porto Brandão e Montijo para Lisboa.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Militares da GNR raptados e agredidos na Costa da Caparica

Uma das vítimas sofreu ferimentos graves e está internada no Hospital Garcia de Orta. A PJ de Setúbal foi accionada e está a investigar o caso

Nova clínica da rede CUF abriu hoje portas no Montijo

Equipamento, construído de raiz, ocupa mais de 1 500 metros quadrados. Dá resposta a várias especialidades médicas e cirúrgicas

Primeira loja Lidl num campus universitário já abriu em Almada

Rede de supermercados alemã investe 10 milhões de euros no novo edifício situado no Monte da Caparica
- PUB -