30 Novembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSeixal“A escassez de recursos humanos na indústria é uma realidade”

“A escassez de recursos humanos na indústria é uma realidade”

O ciclo de debates do encontro de empresas no auditório da Câmara do Seixal iniciou com a identificação de propostas para captar e reter talento junto do sector industrial

- PUB -

O primeiro debate do “Meeting de Capital Humano”, encontro de empresas levado a cabo pela AISET, ficou marcado pela apresentação de soluções para captar e reter talento no sector industrial português.

O painel, composto por profissionais de Recursos Humanos, evidenciou a necessidade de, além de se atribuir valorizações monetárias por parte das empresas, a grande aposta deve ser feita no estabelecimento de proximidade com os trabalhadores e reconhecimento das suas competências.

“A escassez de recursos humanos na indústria é uma realidade”, afirmou a directora de Recursos Humanos da Hovione, Ana Guimarães. “É uma variável difícil de controlar, o que significa que é necessário compreender os motivos que levam um trabalhador a deixar uma empresa”.

- PUB -

A concordar com o painel, Paulo Simões, representante da empresa internacional de consultoria Egon Zehnder, reforçou que as remunerações monetárias são “aliciantes a curto prazo”: “Há necessidades básicas que as atribuições monetárias não resolvem”, justifica.

Gabriela Muniz, representante da Alento- Recursos Humanos e Consultoria, acredita que a resposta para a retenção de talentos passa por estabelecer uma “cultura de reconhecimento” entre as empresas e os seus associados.

“É importante que as empresas estabeleçam uma cultura de reconhecimento com os seus trabalhadores”, explicou Gabriela Muniz. “As pessoas precisam de sentir que estão num ambiente onde existe proximidade com os gerentes, ao ponto de serem ouvidas e ter peso nas decisões levadas a cabo na sua área de trabalho”.

- PUB -

Foto: Mário Romão

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Corpo do chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal encontrado na Praia da Torre em Grândola

Identificação do corpo terá sido feita por familiares na morgue, onde será realizada a autópsia, não havendo, até ao momento, indícios de crime 

Acidente na A2 junto a Palmela faz um morto e dois feridos ligeiros

Colisão entre dois veículos ligeiros ocorreu ao quilómetro 24.9 da Autoestrada 2. Vítima mortal tinha 42 anos
- PUB -