30 Novembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalDia de Bocage e de Setúbal passa a ser “Festas da Cidade”...

Dia de Bocage e de Setúbal passa a ser “Festas da Cidade” com programa alargado e abrangente

Compromisso assumido pelo presidente da autarquia nas comemorações do nascimento do poeta sadino e da elevação de Setúbal a cidade

 

- PUB -

Com o dia 15 de Setembro a revestir-se de especial significado para os setubalenses, ao assinalar o aniversário de Bocage e a elevação de Setúbal a cidade, as comemorações vão para o ano passar a designar-se “Festas da Cidade”.

O compromisso foi ontem assumido, “com confiança”, pelo presidente da Câmara Municipal no Fórum Luísa Todi, a partir do qual explicou que as festividades “decorrerão num tempo alargado e com um programa abrangente, que envolverá mais agentes culturais e desportivos e agentes económicos, em especial do comércio e restauração”.

“Queremos promover Setúbal, as nossas gentes e o melhor que temos neste território de referência”, expressou André Martins no Dia de Bocage e da Cidade. Antes, afirmou que é ao poeta, nascido há 257 anos, que se dedicam “as maiores homenagens”, ao ser “o verdadeiro coração da cidade”.

- PUB -

“Retribuímos-lhe a ousadia mantendo-o vivo na nossa memória e na dos vindouros, mantendo-o vivo nas ruas da cidade, na música que tocamos e nas palavras que cantamos”.

Com “as suas obras” e o seu “talento”, o edil diz que “é a cidade de Bocage que motiva e que faz caminhar sempre sem parar para que seja ainda feita Mais Cidade, Mais Setúbal”. “Este é o caminho que fazemos aqui, mas também em Azeitão, Gâmbia, Pontes, Alto da Guerra e Praias do Sado. Setúbal é uma marca de referência. A força da marca e da notoriedade deve-se ao que tem sido feito ao longo dos últimos 20 anos”, sublinhou.

Em seguida, afirmou que Setúbal é “hoje uma cidade melhor”, ao ter deixado “de ser a cidade sombria, deprimida, sem orgulho”. “Estamos perante o resultado de anos de gestão municipal virada para os munícipes e para a qualificação e valorização do concelho.

- PUB -

Devolvemos a Setúbal o brilho que nunca deveria ter perdido”, considera.

Autarca aguarda com “serenidade” inquérito sobre refugiados

Na sua intervenção, fez igualmente questão de referir alguns dos temas que têm marcado a actualidade no concelho sadino. Sobre a recepção de refugiados da Ucrânia por russos, explicou continuar a “aguardar com serenidade o resultado dos inquéritos”.

“Falo da cidade e da terra de que alguns se dizem defensores, mas cujo prestígio e imagem tudo fizeram para prejudicar e para isso não pouparam meios, aproveitando a oportunidade só para se promoverem pessoal e partidariamente”, atirou.

Já no que diz respeito “às deficiências de funcionamento da Carris Metropolitana”, deixou “uma palavra de compreensão e solidariedade aos habitantes afectados” e relembrou que esta semana “foi dado um prazo ao operador [Alsa Todi] para informar [até hoje] quais as capacidades existentes para prestar o serviço sem falhas”.

“Marcámos, simultaneamente, uma reunião com a população para dia 20 de Setembro para avaliar a credibilidade da informação que nos será fornecida e o cumprimento dos compromissos que terão de ser assumidos pela empresa”, frisou.

Foi ainda mencionado pelo autarca “o retorno dos serviços de abastecimento de água à gestão pública, depois de 25 anos de gestão privada em resultado de opções erradas tomadas por quem governou a autarquia em mandatos anteriores”.

“O retorno deste serviço, que nunca deveria ter deixado de ser público, permite finalmente a adopção de medidas há muito esperadas e alterações significativas na formação dos preços da água no nosso concelho”, sublinhou.

A concluir, o presidente da edilidade sadina adiantou que está previsto, para 2023, “um novo ciclo de iniciativas necessárias ao concelho”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Corpo do chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal encontrado na Praia da Torre em Grândola

Identificação do corpo terá sido feita por familiares na morgue, onde será realizada a autópsia, não havendo, até ao momento, indícios de crime 

Acidente na A2 junto a Palmela faz um morto e dois feridos ligeiros

Colisão entre dois veículos ligeiros ocorreu ao quilómetro 24.9 da Autoestrada 2. Vítima mortal tinha 42 anos
- PUB -