9 Agosto 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalCidade em festa nas Escarpas de São Nicolau até domingo, dia 24

Cidade em festa nas Escarpas de São Nicolau até domingo, dia 24

Festanima está de volta com os espectáculos populares e os petiscos servidos por dez colectividades de São Sebastião

 

- PUB -

A Festanima, a festa do movimento associativo da Freguesia de São Sebastião, está novamente na rua, nas Escarpas de São Nicolau, com muitos espectáculos e petiscos ao ar-livre. A semana de animação arrancou esta sexta-feira e vai decorrer até ao próximo domingo, dia 24.

São dez dias de festa com espectáculos a dobrar, uma vez que a festa este ano tem dois palcos. Nesta primeira edição organizada directamente pela Junta de Freguesia de São Sebastião (JFSS) passou a haver o palco arraial, além do palco principal. Um a cada ponta do recinto, os palcos têm programações diferentes.  O principal recebe os concertos dos cabeças-de-cartaz, Rosinha (dia 19), Jorge Nice (dia 21) Toy (dia 22) e muitos outros grupos e cantores, além dos bailes, enquanto ao palco arraial sobem as marchas populares dos Amigos do Bairro Santos Nicolau, do Independente e do Grupo Desportivo ‘Os 13’, a Banda Filarmónica da Capricho Setubalense, grupo coral, rancho folclórico e as tunas.

Na abertura desta 18.ª edição, o presidente da JFSS destacou o esforço da autarquia para melhorar a Festanima. “Queremos trazer novidades. Além dos dois palcos, há mais divertimentos e mais vendedores e o recinto está mais embelezado, mais composto”, disse Nuno Costa a O SETUBALENSE, apontando, por exemplo, a melhoria das casas de banho à disposição do público.

- PUB -

Antes de se iniciar o tradicional desfile ao som da banda da Capricho pelas ruas do bairro, o autarca realçou ainda a preocupação da Junta de manter o cariz associativo do evento. “Mantemos o figurino, o perfil da festa, que é uma festa para as colectividades”, afirmou. A Festanima conta com a participação de dez associações e clubes da freguesia que encontram neste certame uma oportunidade de realizarem alguma receita com as tasquinhas de comes e bebes.

- PUB -

Já no recinto, o autarca acrescentou que o regresso da “festa da solidariedade e da partilha”, após uma pausa de dois anos imposta pela pandemia, é uma “alegria muito grande”. “Estão reunidas as condições para termos uma grande Festanima”, concluiu Nuno Costa.

Em nome da Câmara Municipal de Setúbal, a vice-presidente reforçou o agradecimento que o presidente da junta já tinha feito, às colectividades participantes e aos trabalhadores que montaram o certame. Carla Guerreiro sublinhou que a Festanima pretende “dar força às nossas coletividades” e que estão reunidas “todas as condições” para as pessoas voltarem a sair à rua e a conviver.

A festa arrancou sem sinais de efeitos dos atritos entre a oposição e o executivo CDU que ocorreram na Assembleia de Freguesia em que o certame esteve em debate e em que o regulamento de participação e a forma de pagamento proposta às colectividades geraram polémica.

Na inauguração da festa estiveram eleitos de todas as forças políticas (CDU, PS, PSD, BE e Chega) e o presidente da junta garantiu que a participação das associações não foi afectada.

“Temos as dez colectividades e, todas as que não participaram, disseram que foi por questões logísticas, por falta de gente. Uma delas até quis voltar.”, disse Nuno Costa ao jornal.

Na abertura estiveram também o vereador Carlos Rabaçal, os presidentes das juntas de freguesia do Sado e de Gambia, Pontes e Alto da Guerra, a vice-presidente da União de Freguesias de Setúbal, e o padre Casimiro da paróquia de S. Sebastião.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -