1 Fevereiro 2023, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalMoradores tentam salvar pinheiro centenário no Vale do Cobro

Moradores tentam salvar pinheiro centenário no Vale do Cobro

Árvore de grande porte está marcada para abate. Empresa de Xavier de Lima não cede

 

- PUB -

Moradores da Rua da Cascalheira estão numa corrida contra o tempo para evitar o abate de um pinheiro, de grandes dimensões e quase centenário, existente na extrema da grande quinta contígua ao Vale do Cobro.

O terreno, coberto apenas de mato e árvores, propriedade do falecido empresário Xavier de Lima, está em nome da Empreendiconde – Empresa de Construção Civil, Lda, que está a proceder à limpeza, depois de ter sido notificada pela Câmara de Setúbal. Já foram cortados pelo menos cinco pinheiros e o plano será cortar todos os pinheiros da propriedade.

- PUB -

O pinheiro em causa está marcado com um aviso e o empreiteiro responsável pelo trabalho prepara-se para fazer o corte, mas a família da casa junto à árvore está a tentar salvá-la.

A PSP foi chamada ao local, na tarde desta segunda-feira, e os moradores pedem à empresa proprietária que desbaste o pinheiro, em vez de o cortar.

Soldade de Jesus Nunes, proprietária da habitação junto à árvore, diz que, se o abate for concretizado, será por “má-vontade, porque esta faixa de terreno [onde o pinheiro está implantado] faz parte do caminho”.

- PUB -

“Este pinheiro está saudável e não incomoda nada”, acrescenta o filho. Ricardo Nunes diz ainda que quando houve a invasão pela lagarta do pinheiro não apareceu ninguém junto da árvore ou dos moradores e que “este ano, que não há uma única lagarta, é que querem cortar”.

A PSP pediu à empresa proprietária que comprove a legitimidade para avançar com o abate e essa diligencia está marcada para a tarde desta terça-feira. Os moradores têm esperança que possa haver um acordo que salve o pinheiro.

A parcela de terreno junto à árvore vinha sendo usada pela família como espaço para cães e uma pequena horta, mas nessa matéria parece não haver desacordo. Os moradores dizem estar já a cumprir as ordens de retirada de todos os elementos que têm nesse terreno.

O SETUBALENSE falou com a Empreendimentos Xavier de Lima, que recusou a hipótese de qualquer acordo.

“O abate desse pinheiro é uma decisão da administração da empresa e vem na sequência de uma notificação da Câmara de Setúbal para eliminação da praga da lagarta do pinheiro, uma vez que essa árvore já teve um episódio”, disse, a O SETUBALENSE, João Soares, representante da empresa proprietária.

Sobre o facto de já ter sido abatido pelo menos um outro pinheiro e questionado sobre se está em causa a criação de faixas de segurança contra incêndios, o responsável disse não saber.

O aviso colocado no local, pela Empreendiconde, fala, no entanto, em “limpeza e remoção” das imediações, além do corte da árvore. Os moradores garantem que “não há lagartas” este ano e que a resposta da empresa é “estranha”.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado

O sangue e o oxigénio dos Tribunais

Ninguém duvida que os oficiais de justiça são essenciais para a Administração da Justiça.

Sexta-feliz chega ao concelho para dar “mais tempo” aos funcionários

PartYard decidiu dar as tardes de sexta-feira aos trabalhadores para melhorar o seu rendimento
- PUB -