11 Agosto 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalAlcocheteMontijo passa de dois aeroportos para possível opção com Costa a meter...

Montijo passa de dois aeroportos para possível opção com Costa a meter Pedro Nuno Santos na ordem

Primeiro-ministro revogou despacho do ministro das Infra-estruturas. Mas optou por não fazer rolar a cabeça do governante

 

- PUB -

Em menos de 24 horas caiu a decisão de construção de um aeroporto complementar a Lisboa na Base Aérea n.º 6, até 2026, e de uma outra infra-estrutura aeroportuária definitiva no Campo de Tiro de Alcochete (em terrenos localizados em Montijo e Benavente), para 2035, tendo em vista o fecho do aeroporto Humberto Delgado. O despacho do ministro das Infra-estruturas, Pedro Nuno Santos, foi ontem revogado por António Costa, com o primeiro-ministro a revelar que todas as opções de localização continuam em cima da mesa e até eventualmente mais uma, que possa vir a ser apresentada por Luís Montenegro, já como líder do PSD (toma posse neste fim-de-semana).

Costa desautorizou Pedro Nuno Santos e manteve a intenção de alcançar o maior consenso possível – sem deixar o Presidente da República de fora – em torno da escolha de uma solução, mas optou por segurar o ministro das Infra-estruturas (com quem tem registado diferendos no interior do PS).

“Tenho a certeza de que o senhor ministro das Infra-estruturas não agiu de má-fé. Compreendeu bem o erro que cometeu. Teve humildade de o assumir publicamente. Teve a humildade de corrigir o erro que tinha cometido”, disse ontem António Costa, para adiantar de seguida: “Acho que a confiança [em Pedro Nuno Santos] está totalmente restabelecida. E espero que não aconteça mais nenhum erro”, atirou. O chefe do executivo considerou que Pedro Nuno Santos cometeu “um erro grave” e que a situação foi por si “prontamente corrigida”.

- PUB -

“A orientação do Governo está restabelecida. O despacho está revogado”, resumiu o primeiro-ministro, que vincou ainda não ser defensor de Alcochete, Montijo, Sintra ou outra qualquer solução mas sim defensor de Portugal. E reforçou: “O senhor ministro [Pedro Nuno Santos] disse publicamente que está de acordo com a orientação definida por mim para o Governo. A orientação é a de que temos de trabalhar para encontrar um consenso nacional, designadamente com os partidos da oposição e, em particular, com o PSD, para termos uma decisão sólida dos pontos de vista político, ambiental, económico e técnico”.

Anedota e Campo de Tiro por um canudo

No Montijo, o socialista Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal, que na véspera tinha estado reunido com Pedro Nuno Santos, remeteu para mais tarde declarações sobre a situação. Já o seu opositor João Afonso, vereador eleito pelo PSD, não poupou críticas aos socialistas.

- PUB -

“O PS não tem respeito pelas instituições, trata o País como se fosse coisa sua, sem responsabilidade e a consequência do que aconteceu é o aumento especulativo do preço das casas, dos terrenos, com impacto na vida das pessoas, face ao aumento das rendas e do custo da habitação”, disse o social-democrata, que considerou que os socialistas “brincam aos governos e às decisões”. “O PS transformou o aeroporto do Montijo e este País numa anedota. O ministro devia ter saído. Mas, como não acredito em moral no PS, provavelmente ele ainda virá é a ser secretário-geral do PS”, disparou.

Também com representação na vereação, o PCP local prometeu declarações para hoje, já que tinha prevista uma reunião concelhia para o final de ontem. Ainda assim, fonte da estrutura local do partido adiantou que a posição vai ao encontro daquilo que foi já assumido pelo PCP a nível nacional. “Há uma grande descoordenação, que revela a fragilização do Governo.”

Fernando Caria, presidente da Junta da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro, preferiu não comentar o “erro” do ministro, mas confessou não acreditar num aeroporto no Campo de Tiro. “Cheguei ontem [quarta-feira] de Bruxelas. Pouco pude me inteirar. Um aeroporto no Montijo e outro em Canha [no Campo de Tiro de Alcochete] é algo importante para a nossa região. Mas no meu ponto de vista o Campo de Tiro de Alcochete vai ser uma solução eternamente adiada”, concluiu.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae
- PUB -