23 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSinesGrupo ETE volta a ganhar concessão do Terminal "Multipurpose" do Porto de...

Grupo ETE volta a ganhar concessão do Terminal “Multipurpose” do Porto de Sines

O grupo de capitais exclusivamente portugueses, que já era concessionário do terminal, revelou que vai manter a gestão, ao ter vencido o concurso público internacional

- PUB -

 

O Grupo ETE, através da sua empresa ETE S.A., anunciou hoje que ganhou novamente a concessão do Terminal “Multipurpose” do Porto de Sines, por mais 20 anos, tendo já assinado o respectivo contrato.

Em comunicado enviado à agência Lusa, este grupo de capitais exclusivamente portugueses, que já era concessionário do terminal, revelou que vai manter a gestão, ao ter vencido o concurso público internacional para a concessão por mais 20 anos, e que assinou hoje o contrato.

- PUB -

O Terminal “Multipurpose” (ou multiusos) do Porto de Sines (TMS) é estratégico para aquela região e para o sistema portuário nacional e “tem sido uma alavanca para o progresso económico”, realçou hoje o grupo do sector marítimo portuário.

Estes factores mantêm-se “como prioridade com a nova concessão” e tornam “ainda mais evidente a importância de investimento directo português no desenvolvimento das infra-estruturas portuárias”, acrescentou.

O terminal-multiusos vai ser equipado “com novas valências, nomeadamente capacidade de armazenagem e novos equipamentos, reforçando aquele que será o seu contributo para o desenvolvimento do concelho sineense, para o alargamento do seu ‘hinterland’ e da indústria nacional”, o que permitirá “continuar a posicionar o TMS como um ‘hub’ logístico de exportação e importação”, garantiu o Grupo ETE.

- PUB -

“No que respeita ao tipo de carga operada em terminal, poderemos assistir à movimentação de carga geral diversificada, carga de projecto, graneis sólidos e, eventualmente, carga contentorizada”, disse.

O grupo concessionário destacou que o TMS é o único terminal-multiusos de águas profundas a nível nacional, com fundos até 18 metros, o que possibilita a recepção de navios até 190 mil toneladas Dwt (Deadweight tonnage).

Ocupando uma área de 40 hectares, o TMS dispõe de quatro cais de atracação equipados com gruas móveis e de pórtico, bandas transportadoras e rampa RoRo e capacidade de parqueamento.

“Tem acessibilidades directas às redes nacionais rodoviárias e ferroviárias, bem como uma localização que reforça a importância geoestratégica no contexto das rotas europeias e internacionais do comércio marítimo”, referiu o concessionário.

A proximidade ao aeroporto de Beja “fortalece também toda a região enquanto plataforma logística”, enquanto “a ligação à rede ferroviária nacional reforça o ‘hinterland’ do porto e potencia a intermodalidade no transporte de mercadorias”, afirmou.

“Com a nova concessão em Sines e face à sua experiência e ‘know-how’ no sector marítimo-portuário e logístico, o Grupo ETE dá mais um passo na sua estratégia de logística integrada”, o que é “fundamental para responder às necessidades da cadeia de abastecimento global” e para “o desenvolvimento dos sistemas portuários e da economia nacional”, pode ler-se no comunicado.

Fundado em 1936, o Grupo ETE emprega mais de 1.200 colaboradores e gera um volume de negócios anual superior a 200 milhões de euros, estando presente com operações próprias, além de Portugal, em outros cinco países (Colômbia, Uruguai, Cabo Verde, Moçambique e Bélgica), além de operar em parcerias no Gana e no Japão.

RRL / Lusa

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva
- PUB -