28 Setembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalSetúbalNova presidente do Politécnico promete desenvolvimento das pessoas e da região

Nova presidente do Politécnico promete desenvolvimento das pessoas e da região

Ângela Lemos sucede a Pedro Dominguinhos numa cerimónia emotiva

 

- PUB -

O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), no novo ciclo que se iniciou ontem, com a tomada de posse dos novos órgãos sociais, vai estar ao serviço do “desenvolvimento das pessoas e da região”.

A promessa é da nova presidente, Ângela Lemos, que aponta como prioridades a criação de um “modelo de governação sustentável”, numa “liderança partilhada” com as diversas escolas do IPS, e o investimento em infra-estruturas como a construção da nova Escola Superior de Saúde, um novo espaço de incubação de ideias, a reabilitação do Palácio Fryxell, em Setúbal, e a construção da futura Escola Superior de Sines, em parceria com o Município de Sines.

Para a recuperação do Palácio do Fryxell, que foi a primeira sede do politécnico, na zona do Miradouro, a responsável aproveitou a presença do presidente da Câmara de Setúbal, para adiantar que tenciona “criar as condições” com o município sadino para essa obra.

- PUB -

A criação de 180 novas camas para estudantes, através do reforço da residência de Setúbal e a construção de duas novas residências, no Barreiro e em Sines, são outros objectivos enumerados por Ângela Lemos.

A nova responsável pelo instituto mostrou também empenho no aproveitamento das oportunidades geradas pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), destacando três projectos em que o IPS está envolvido num financiamento total de 10,5 milhões de euros.

Ângela Lemos tem como vice-presidentes Carlos Mata, Luísa Cagica Carvalho, Pedro Ferreira e Rodrigo Lourenço, e, como pró-presidentes, Catarina Delgado, José Luís Sousa e Raquel Barreira.

- PUB -

Como presidente cessante, Pedro Dominguinhos fez uma intervenção emocionada numa despedida aplaudida de pé pelas quase duas centenas de pessoas presentes. Após quase dez anos como líder do IPS (de 2014 a 2022), Pedro Dominguinhos diz deixar a instituição como um forte parceiro regional.

“Somos, hoje, um parceiro da região que é confiável e que responde aos desafios”, afirmou o anterior responsável, destacando o impacto económico do politécnico nos dois principais concelhos em que desenvolve a sua actividade.

“Os 58 milhões de euros que injectamos, por ano, nos concelhos de Setúbal e do Barreiro são um sinal claro da relevância do IPS”, sublinhou o agora ex-presidente.

O Politécnico de Setúbal integra as escolas superiores de Educação, Ciências Empresariais e Saúde, localizadas no Campus de Setúbal, Escola Superior de Tecnologia, no Barreiro, e tem também já actividade nos concelhos de Grândola, Ponte de Sor, Sines e Vila Franca de Xira, sempre em parceria com os municípios locais, numa relação com o Poder Local que a nova presidente diz querer aprofundar.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -