8 Fevereiro 2023, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalAlmadaExposição revela nova arquitectura do antigo edifício da EDP no centro da...

Exposição revela nova arquitectura do antigo edifício da EDP no centro da cidade de Almada

Cinema, concertos mostras fotográficas e documentais integram um programa sobre a revolução até ao fim do mês  

- PUB -

O antigo edifício da EDP, na zona central de Almada, vai receber a exposição “No vazio do abandono”, a qual se apresenta como uma mostra de arquitectura para espreitar o futuro, num trabalho do arquitecto Francisco Keil do Amaral, um dos nomes de referência do Movimento Moderno em Portugal.

As portas do icónico edifício, na Rua Bernardo Francisco da Costa e abandonado há décadas, vão abrir-se amanhã, 23, e também a 24 de Abril para uma exposição considerada pela autarquia como “muito especial”. Os visitantes vão ter acesso e conhecer as propostas de arquitectura que “fizeram parte do concurso público para reconverter este emblemático edifício, da década de 1950, no novo Centro de Serviços Municipais”.

Avança a autarquia, em nota de Imprensa, que cada “visitante vai confrontar-se com a frieza das paredes despidas e dos espaços esquecidos, mas no meio deste abandono vai também poder visualizar o futuro deste espaço, pela mão do arquitecto Ricardo Bak Gordon, que venceu o concurso público”.

- PUB -

Futuramente, o quarteirão do antigo espaço da EDP irá alojar serviços camarários que actualmente estão distribuídos por diferentes edifícios, um auditório aberto à cultura e aos espectáculos e uma nova praça.

Esta mostra, que pode ser visitada, gratuitamente, no próximo sábado, das 14h00 às 17h00, e domingo das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00, está integrada nas comemorações do 25 de Abril de 1974, com o assinalar dos 48 anos a acontecer já amanhã, sexta-feira, com a exposição itinerante “Comemorações do 25 de Abril em Almada”, que, até 27 Maio, no Auditório da Junta de Freguesia da Charneca de Caparica vai divulgar documentos gráficos que retratam o concelho e as comemorações do dia da Liberdade com base em materiais gráficos existentes no arquivo histórico municipal.

No mesmo dia, e também até 27 de Maio, a outra mostra incide no período entre o 25 de Abril de 1974 até às primeiras eleições autárquicas Almada, em 1976. Decorre no Espaço Cidadão da Costa de Caparica, é baseada na imprensa local, fotografias e outros documentos dos fundos do arquivo histórico municipal. No dia seguinte, às 17h00, a Galeria Municipal de Arte de Almada vai ter patente a Homenagem às Novas Cartas Portuguesas, de Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa Colectivo feminino c/ Susana Mendes Silva.

- PUB -

Expensive Soul vão substituir Capitão Fausto na noite de 24

Com várias outras propostas culturais a decorrerem até 30 de Abril, um dos momentos altos das comemorações é na noite de 24 de Abril, com o concerto comemorativo na Praça da Liberdade, no centro da cidade de Almada, pelas 22h00 com Carminho no palco e, depois do fogo-de-artifício, vai ouvir-se Expensive Soul, que vão substituir os Capitão Fausto que não vão poder actuar por impedimento de doença.

No dia 25 de Abril, entre as 9h00 e as 10h00, realiza-se a Sessão Extraordinária da Assembleia Municipal de Almada, comemorativa do 25 de Abril de 1974, no Fórum Romeu Correia. Das 10h15 às 12h15 decorrem as Comemorações do 25 de Abril das Freguesias na Praça S. João Batista.

No mesmo dia, é inaugurada a exposição de rua “Abril – Esse Lugar de Liberdade”, a partir das colecções de fotografia do Museu de Almada – Casa da Cidade Praça do MFA.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Estação de combustível da Repsol assaltada esta tarde em Setúbal

Indivíduo fugiu com o dinheiro da caixa. Ameaçou os funcionários com uma faca. Já são três os assaltos registados nos últimos quatro dias

“Vou tentar por todos os meios que me paguem aquilo que devem”

Restaurante Novo 10 fechado devido a uma dívida de 700 mil euros, funcionários sem ordenados e situação em tribunal sem fim à vista
- PUB -