26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalAlmadaCadáver da baleia que deu à Fonte da Telha vai ser autopsiado...

Cadáver da baleia que deu à Fonte da Telha vai ser autopsiado amanhã

O animal morreu ao fim do dia de sexta-feira, mas só conseguiu ser removido pela Câmara de Almada no sábado

- PUB -

A remoção do cadáver da baleia cachalote que arrojou na sexta-feira na praia da Fonte da Telha, em Almada, foi concluída pelas 17h00 de sábado, informou o capitão do Porto de Lisboa. Na segunda-feira o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas irá realizar uma necropsia ao cadáver do animal.

“Foi totalmente removido pelas 17h00”, disse Diogo Vieira Branco, em declarações à agência Lusa, referindo-se ao corpo da baleia cachalote, que acabou por morrer pelas 21h30 de sexta-feira.

O transporte do cadáver deste “animal de grande porte – um cachalote (Physeter macrocephalus), com 14,8 metros e um peso estimado de 15 toneladas”, segundo informação do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) – esteve a cargo dos serviços da Câmara Municipal de Almada. Foi preciso desmembrar o animal e recorrer a máquinas pesadas.

- PUB -

No âmbito destes trabalhos, a zona onde o animal se encontrava depositado na praia da Fonte da Telha esteve interditada à prática balnear até às 17h00, por indicação da delegada de saúde, referiu o responsável do Porto de Lisboa, adiantando que no final de tarde não houve qualquer limitação nesse sentido.

O sangue que ficou no areal devido ao desmembramento do animal também já foi “totalmente diluído” no mar, não existindo qualquer sinal de coloração de água em tom avermelhado, revelou o capitão do Porto de Lisboa.

Na noite de sexta-feira, Diogo Vieira Branco informou que “o animal morreu por volta das 21h30 e que se iniciaram depois os procedimentos de remoção da carcaça, sob coordenação da Câmara Municipal de Almada”, ressalvando que não seria “uma operação fácil”, dadas as dimensões do animal e as características do terreno.

- PUB -

Na sexta-feira, por volta das 19h00, o ICNF já tinha admitido que o animal poderia acabar por morrer, devido aos ferimentos provocados por um possível abalroamento com uma embarcação.

Em declarações à Lusa, a bióloga Marina Sequeira reforçou que, “quanto mais não seja pelos ferimentos que tem, um animal que sofreu um abalroamento dificilmente sobrevive”, e assegurou que, apesar dessa indicação, foram feitos todos os esforços possíveis para salvar a baleia cachalote.

A Polícia Marítima foi informada por volta das 09h00 de sexta-feira da existência de uma baleia junto à praia da Fonte da Telha.

Depois de a tentativa de encaminhá-la para o mar, em colaboração com o ICNF, não ter tido sucesso, o animal acabou por encalhar no areal.

SSM / Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -