26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalSetúbalComissão Regional ‘agarra’ óleos usados detectados em Setúbal para onde está prevista...

Comissão Regional ‘agarra’ óleos usados detectados em Setúbal para onde está prevista urbanização (actualizada)

A Zero denunciou, e a CCDR-LVT actuou. Não pode haver construção de urbanização sem retirada dos resíduos

 

- PUB -

A existência de um “fosso com óleos lubrificantes usados na Rua Almeida Garret”, em Setúbal, denunciada pela Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável, já está a ser controlada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT).

Na notícia publicada ontem, segunda-feira, no jornal O SETUBALENSE, Rui Berkemeier, técnico da Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável, apontava a suspeita sobre a existência de um “depósito de hidrocarbonetos”, provenientes de descarga de “óleos lubrificantes usados” de uma “oficina que funcionou no local”, os quais considera a possibilidade de serem “contaminantes”.

Preocupação maior, é que, por informações que chegaram à Zero, para este terreno “estará prevista uma urbanização”, refere o ambientalista. A isto acrescenta que a situação foi reportada à presidente da CCDR-LVT, Maria Teresa Almeida.

- PUB -

Questões que foram também colocadas por O SETUBALENSE à CCDR-LVT, a qual em resposta através do vice-presidente, José Manuel Alho, confirma ter recebido o ofício da associação Zero e que, perante esta denúncia, “foi realizada uma acção de fiscalização ao local pela equipa [deste organismo público] a 28 de Março”.

Nesta acção, foi constatada a “existência de uma substância pastosa, de cor escura que escorria pelo pavimento impermeabilizado”, refere. A isto, acrescenta que “o local em causa está a ser utilizado como estaleiro da obra a cargo da empresa Romantiburgo, com alvará de construção emitido pela Câmara Municipal de Setúbal, não tendo ainda sido efectuadas escavações na área aparentemente afectada”.

Perante este quadro, avança a CCDR-LVT que está a “desenvolver as diligências necessárias no sentido de garantir que o responsável pela intervenção proceda às medidas exigidas para a correcta caracterização e encaminhamento dos resíduos a destino adequado”. E vinca: “Este assunto continuará a ser acompanhado pela CCDR-LVT, em articulação com outras entidades”.

- PUB -

De facto, uma das preocupações apresentadas pelo ambientalista Rui Berkemeier, é que, “a confirmar-se que o solo está contaminado, tem de ser descontaminado antes de se avançar com a construção”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -